FANDOM


"Uma Coroa de Ouro" é o sexto episódio da primeira temporada de Game of Thrones. É o sexto episódio da série ao todo. Estreou em 22 de maio de 2011. Foi escrito por Jane Espenson, David Benioff e D.B. Weiss, e dirigido por Daniel Minahan.

Resumo

No Norte

Bran Stark acorda de mais um de seus sonhos recorrentes com um corvo de três olhos e é surpreendido pela notícia de a sela desenvolvida especialmente para ele já está pronta. Ele sai para um teste na floresta com a supervisão de seu irmão Robb e de Theon Greyjoy. Enquanto Theon tenta convencer Robb a vingar o ataque dos Lannister a seu pai, Bran é capturado por um pequeno grupo de selvagens (humanos que vivem ao Norte da Muralha, fora das terras “civilizadas”) que se aventurou ao Sul. Robb e Theon matam os homens e capturam uma mulher chamada Osha. Mesmo com a vitória, Robb acusa Theon de colocar a vida de Bran em perigo por ter disparado uma flecha no selvagem que segurava o menino.

No Ninho da Águia

Tyrion Lannister consegue fazer Lysa Arryn convocar uma audiência para ouvir sua confissão. Quando chega a hora, ele confessa vários pecados cometidos ao longo da sua vida, mas nada sobre o atentado contra Bran ou a morte do marido de Lysa. Depois disso, Tyrion exige publicamente um julgamento por combate e o mercenário Bronn se apresenta como voluntário para lutar por ele. Lysa não tem outra escolha a não ser permitir o duelo. Bronn derrota o representante de Lysa, Ser Vardis Egen, ao cansar o cavaleiro fortemente armado e chutá-lo pela Porta da Lua. Tyrion recebe permissão para partir livremente com Bronn como seu escudeiro, para tristeza das irmãs Tully.

Em Porto Real

Eddard Stark acorda em seus aposentos com Robert Baratheon e Cersei Lannister ao seu lado. Cersei acusa Eddard de sequestrar seu irmão Tyrion e diz que ele estava bêbado e por isso atacou Jaime, mas é silenciada por um tapa de Robert. Depois que ela sai, Robert diz que não poderá governar os Sete Reinos se os Lannister e os Stark estiverem em guerra. Ele insiste que Eddard continue como Mão do Rei ou o cargo será oferecido para Jaime. Robert também diz que Eddard será o regente enquanto ele estiver fora em uma caçada. Enquanto isso, Arya lida com o ferimento de seu pai e a perda de Jory durante suas lições de espada. Syrio Forel diz que é uma excelente oportunidade para aprender a lutar sem se distrair. Nos aposentos dos Stark, Sansa e a Septa Mordane são interrompidas pelo Príncipe Joffrey Baratheon, que pede desculpas pelo seu comportamento anterior e presenteia Sansa com um colar, jurando que ela será sua rainha depois de uma grande cerimônia de casamento. Sansa fica feliz em aceitar as desculpas, sem saber que Joffrey foi obrigado por sua mãe a pedir perdão. Enquanto ocupa o cargo de regente, Eddard descobre que Ser Gregor “Montanha” Clegane foi visto liderando ataques a vilarejos nas Terras Fluviais. Ao perceber que isso é uma vingança pela prisão de Tyrion, Eddard ordena que Ser Beric Dondarrion prenda Gregor, retira seus títulos e terras e convoca o Lorde Tywin Lannister para responder pelas ações de seu vassalo. Com medo de uma guerra contra os Lannister, Eddard ordena que Arya e Sansa voltem para Winterfell. Sansa protesta e diz que quer ter filhos loiros como Joffrey, o que faz Eddard perceber algo e reler o livro da linhagem da família Baratheon. É então que ele completa o quebra-cabeças: Joffrey não tem o cabelo preto como seu pai, os ancestrais de seu pai e os bastardos de Robert que Jon Arryn encontrou. Eddard conclui que Joffrey não é filho de Robert.

Em Vaes Dothrak

Daenerys Targaryen pega um de seus ovos de dragão e coloca em um braseiro em chamas. Ela pega o ovo aquecido. Sua dama de honra corre para pegar o ovo de suas mãos e se queima no processo, enquanto Daenerys fica completamente sem ferimentos.

Daenerys participa de um ritual com as Dosh Khaleen e come o coração cru de um garanhão. Depois de algum tempo ela conclui a tarefa e se ergue para proclamar que seu filho será o Khal que unirá o mundo em um único khalasar. Ela batiza o filho como Rhaego. Viserys Targaryen fica nervoso com a crescente popularidade de sua irmã entre os dothraki, mas Jorah Mormont pede que ele seja paciente. Viserys ignora o conselho e se infiltra na tenda da irmã para roubar os ovos de dragão e financiar um exército. Mas Jorah confronta Viserys e obriga ele a deixar os ovos para trás. Viserys vai embora depois de trocar insultos com Jorah. Mais tarde, durante um banquete para Daenerys e Drogo, Viserys fica bêbado e saca sua espada. Ele diz que se Drogo não lhe der um exército para tomar os Sete Reinos, ele vai matar Daenerys e o seu bebê. Khal Drogo concorda em lhe dar a coroa dourada que ele quer e Viserys baixa sua espada, permitindo que os dothraki segurem suas mãos. Drogo derrete seu cinto em um pote e Viserys percebe que a coroa dourada é feita de ouro derretido que é derramado em sua cabeça. Daenerys observa calmamente a morte dolorosa de seu irmão e diz: “Ele não era um dragão. Fogo não pode matar um dragão”.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.