Fandom

Wiki Game of Thrones

Stannis Baratheon

1 390 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Comentários2 Compartilhar
House-Baratheon-Main-Shield.PNG
House-Baratheon-of-Dragonstone-Main-Shield.PNG

Stannis Baratheon é um personagem principal na , , e temporada. Stannis é o irmão mais novo de Robert e juntos irmãos mais velhos de Renly. Ele é representado por Stephen Dillane e estreou pela primeira vez em ''O Norte se Lembra''.

Biografia Editar

História Editar

Stannis é o segundo filho nascido de Steffon Baratheon e Cassana Baratheon, irmão mais novo do falecido Rei Robert Baratheon e irmão mais velho de Renly Baratheon. Steffon era Lorde da Casa Baratheon e Senhor Supremo das Terras da Tempestade. Steffon morreu quando seus filhos ainda eram jovens, e Robert como primogênito herdou seus títulos. Stannis foi descrito como sendo rigoroso, duro e imparcial.

Após as atrocidades cometidas pelo Rei Louco, Aerys II Targaryen, e o atendado envolvendo a irmã de Eddard Stark, Lyanna. Robert promoveu uma rebelião depondo e substituindo a Dinastia Targaryen como governantes dos Sete Reinos. Stannis lutou em nome do seu irmão durante a guerra. No entanto, ficou encurralado em Ponta Tempestade em grande parte do conflito. Ele foi salvo da fome pelo contrabandista Davos, que furtivamente conduziu um pequeno navio cheio de cebolas e peixe salgado. Stannis ungiu Davos cavaleiro como recompensa, mas também o castigou por suas atividades com o contrabando cortando quatro pontas de seus dedos da mão direita. Apesar do acontecimento, Davos é ferozmente leal a Stannis e enxerga sua punição como justificável. O filho de Davos, Matthos serviu Stannis como escriba e mais tarde escudeiro. Stannis triunfou na tarefa de conquistar Pedra do Dragão, sede da Casa Targaryen. Assim como durante a Rebelião Greyjoy, na qual ele esmagou as frotas dos Homens de Ferro.

Stannis Great Wyk.png

Stannis liderando o ataque à Grande Wyk durante a Rebelião Greyjoy.

Stannis e Robert nunca se amaram. Apesar de estar a serviço do irmão durante a guerra, Robert nomeou Renly Senhor de Ponta Tempestade após sua vitória. Renly, na época, era apenas uma criança não participando do conflito. Stannis foi feito Príncipe de Pedra do Dragão e designado para o Pequeno Conselho como Mestre dos Navios. Sendo considerado o menos popular entre os irmãos Baratheon.

Ele se casou com Selyse Florent, mas vivem um casamento sem amor. Stannis respeita sua mulher como uma enferma e se ressente de sua incapacidade em gerar um filho. Durante a primeira temporada, Stannis está seguro em Pedra do Dragão, por uma estadia prolongada, preferindo a desolação da ilha.

Ele adotou o Senhor da Luz, sob atuação da Sacerdotisa Melisandre. Sua casa e seus vassalos, em grande parte, aceitaram essa mudança. Stannis alterou seu emblema pessoal, evidenciando o coração flamejante do Senhor da Luz e o veado coroado dos Baratheon no centro, ironicamente, oprimido pelas chamas.

Temporada 1 Editar

Stannis é mencionado pela primeira vez durante uma conversa entre seu irmão mais novo Renly e Sor Loras Tyrell, em que Loras sugere que Renly poderia assumir o Trono de Ferro para si mesmo. Renly aponta que ele é o quarto na linha de sucessão, atrás de seus sobrinhos e Stannis. Loras afirma que ninguém iria apoiar Stannis para a coroa porque ele "tem a personalidade de uma lagosta". 

O Rei Robert diz a Eddard Stark que não ama seus irmãos, e considera Eddard seu verdadeiro irmão.

Após a morte do Rei Robert, e a comprovação do verdadeiro parentesco de Joffrey, Eddard decide apoiar Stannis como o legítimo rei. Renly se oferece para ajudar Eddard Stark a tomar Joffrey sob custódia, apenas reivindicando sua ascensão ao Trono. Eddard, no entanto, rejeita a sugestão, apontando que Stannis tem a melhor pretensão e é um comandante de batalha habilidoso. Renly contrapõe que Stannis é um bom soldado assim como Robert, mas como Robert não pode fazer o melhor rei. Eddard mais tarde envia uma carta a Stannis em sua fortaleza em Pedra do Dragão, informando-o da situação. Mindinho sugere apoiar alguém - Joffrey ou Renly - e manipulá-los por trás dos bastidores, uma vez que Stannis ao reivindicar o trono iria mergulhar os Sete Reinos em guerra. Eddard está convencido de que Stannis é o legítimo herdeiro.

Varys revela a Eddard que a Rainha Cersei está mais preocupado com Stannis do que os outros, incluindo o exército que Robb Stark levantou. Stannis é um comandante de batalha incontestável e experiente, conhecido por ser desprovido de misericórdia para com seus inimigos. Eddard reluta, e responde para Varys que Stannis é o legítimo herdeiro do Trono de Ferro, para completa decepção do eunuco.

Com a guerra civil em erupção nos Sete Reinos, uma notícia atinge ambos os lados Lannister e Stark que Stannis e Renly fizeram reivindicações sobre o Trono de Ferro. Robb Stark considera juntar-se a Stannis, mas seus vassalos convencem-no a proclamar-se o Rei do Norte.

2ª Temporada Editar

Stannis é conhecido como "O Rei do Mar Estreito", porque seu poder é centrado em Pedra do Dragão. Stannis se converte ao Senhor da Luz, e permite que a Sacerdotisa Vermelha Melisandre queime as estátuas dos Sete na entrada dos portões de Pedra do Dragão. Meistre Cressen tenta interromper a cerimônia, mas é casualmente afugentado por Melisandre. Ela proclama Stannis como um herói profetizado quando ele empunha uma espada flamejante de uma das estátuas.

StannisNorthRemember.jpg

Primeira aparição de Stannis em ''O Norte se Lembra''.

Stannis planeja um conselho e prepara uma carta a ser distribuída ao longo dos Sete Reinos , informando que Joffrey Baratheon é um bastardo nascido através de incesto entre Cersei Lannister e seu irmão Jaime. Isso torna Stannis, o legítimo herdeiro de Robert. Ele pretende prosseguir com suas pretensões ao trono, apesar de suas forças estarem em desvantagem. Seu irmão mais novo Renly Baratheon também reivindicou o trono para frustração de Stannis. Davos Seaworth aconselha Stannis a fazer as pazes com Renly ou mesmo Robb Stark  para lutar contra Joffrey mas Stannis recusa, argumentando que Robb coroou-se Rei do Norte e, portanto, roubou a metade norte do reino cabível a Stannis. Mais tarde, Meistre Cressen tenta envenenar Melisandre, encenando um pedido de desculpas. Melisandre estimula Cressen a beber o veneno primeiro, como alternativa de segurança. Ela percebe seu plano, mas bebe o resto do líquido independentemente. Cressen sangra até a morte enquanto Melisandre observa seu cadáver ileso.

Stannis Baratheon.png

Stannis negocia com seu irmão Renly no episódio ''Jardim de Ossos''.

Davos recruta o almirante pirata Salladhor Saan para a causa Stannis, trazendo seus 30 navios para Pedra do Dragão. Melisandre consegue seduzir Stannis com a promessa de um herdeiro. Stannis encontra-se com Renly na costa de Ponta Tempestade. Numa demonstração de clemência que é atípico para ele, Stannis sugere a Renly que se ele abandona sua reivindicação, em troca ele irá conceder-lhe a sua antiga posição no Pequeno Conselho, e até mesmo nomeá-lo seu herdeiro até que gere um filho, mas Renly se recusa. Não é possível chegar a um acordo, Stannis concede a Renly a noite para reconsiderar. Em seguida, ele incube Davos com a tarefa de contrabandear Melisandre até as cavernas sob o acampamento de Renly, recusando-se a dizer por que e ordenando a Davos que não comente sobre a missão no futuro. Uma vez em terra, ela dá à luz a um a terrível sombra que faz Davos encolher-se de medo. A Sombra mata Renly e Stannis assume o controle da maioria das suas forças nas Terras da Tempestade. No entanto, os aliados de Renly da Casa Tyrell regressaram para Jardim de Cima com seus numerosos vassalos da Campina. Ele planeja prosseguir para Porto Real. Davos o aconselha a deixar Melisandre fora da batalha por causa dos rumores de que ela o está controlando. Stannis está com raiva de Davos por quebrar suas ordens, mas aceita seu conselho. Ele nomeia Davos como comandante da sua frota para o ataque a baía da Água Negra.

Sua frota viaja para o norte ao longo da costa. Davos prevê que eles estão há apenas um dia do seu

Stannis names Davos his Hand.jpg

Stannis nomeia Davos sua Mão do Rei.

destino. Stannis admira a lealdade Davos e a forma como ele lida com a vaidade dos nobres. Ele se lembra que a intervenção oportuna de Davos salvou muitas vidas no cerco contra Ponta Tempestade. Ele afirma sua confiança em Davos, prometendo-lhe que ele vai servir como sua Mão do Rei, quando ele assumir o Trono de Ferro.

Stannis chega com força superior aos defensores do Porto Real em navios e soldados. Ele está velejando para o porto quando Tyrion põe em prática um ataque surpresa, usando um navio não tripulado preenchido com líquido incendiário. Bronn atira uma flecha em chamas no rastro inflamável, que se espalhou sobre a água até os navios de Stannis, e uma enorme explosão destrói muitos deles, incluindo o navio de comando de Davos. Stannis ordena aos sobreviventes para se prepararem para atracar. Quando Sir Imry Florent o alerta que centenas vão morrer, ele friamente responde: "Milhares".

Stannis-Ship-fight.jpg

Stannis avança para o porto liderando o ataque.

Stannis conduz a frente da vanguarda durante toda a batalha, sendo o primeiro a desembarcar, o primeiro a seguir para a muralha, e o primeiro a subir as escadas para as ameias. Ele elimina muitos soldados, lutando contra vários de uma vez, sem elmo ou escudo. Enquanto isso, um destacamento tenta arrombar o Portão de Lama com um aríete enquanto ele domina sobre as muralhas da cidade. Um ataque surpresa liderado por Tyrion Lannister através de túneis sob a cidade destrói oariéte, embora Tyrion fica encurralado para fora das muralhas com a chegada de mais homens de Stannis. Ele parece estar à beira da vitória, até a chegada de Tywin Lannister e uma grande tropa da Casa Lannister e Tyrell altera o jogo. Seus soldados quebrados correm para os navios em face da pesada cavalaria. Stannis grita para seus homens amedrontados para "Levantem e lutem!" em desespero, mas é arrastado da batalha perdida por seus guardas pessoais. 

Stannis retorna à Pedra do Dragão e confronta Melisandre sobre a legitimidade de suas previsões. Ele começa a estrangulá-la com fúria, mas cede quando ela o faz lembrar do feitiço que usou para matar Renly. Ele experimenta o remorso pelo assassinato de seu irmão. Melisandre avisa que ele vai cometer piores traições antes de sua longa guerra acabar, mas insiste que ele deve lutar e lhe assegura que vai valer a pena no final, porque ele será rei. Ela lhe mostra uma visão nas chamas que até ele próprio restaura sua fé nela.

3ª Temporada Editar

Stannis.jpg

Stannis torna-se isolado e melancólico após a Batalha da Baía da Água Negra.

Depois de sua derrota na Batalha da Baía da Água Negra, Stannis cai em uma profunda depressão, evitando a companhia de seus vassalos e esposa, e permitindo que ninguém exceto Melisandre venha até ele. Quando Davos Seaworth retorna à Pedra do Dragão, Stannis se mostra indiferente quanto à sobrevivência de seu seguidor mais antigo e próximo,e ordena que o joguem em uma cela quando ele tenta assassinar Melisandre.

Mais tarde, quando Melisandre se prepara para partir de Pedra do Dragão por barco, o Rei Stannis Baratheon fala com ela. Ele está preocupado com o que seus inimigos pensam dele, como Renly riu dele, e que agora até mesmo ela o está abandonando. Ela lhe assegura ele é o escolhido do Senhor, mas ela deve viajar para as Terras Fluviais para obter algo vital para sua causa. Stannis diz que ele quer Joffrey e Robb mortos, e pede a ela para fazer "um filho" novamente com ele (como a criatura sombria que ela conjurou para assassinar Renly). Melisandre reluta dizendo que ela não pode: a criação de uma criatura das sombras drena fragmentos da força vital de um homem, e ela teme que a criação de outra pudesse matar Stannis. Ao longo de seus protestos, ela explica que o que ela está buscando é ainda mais poderoso do que uma criatura das sombras, e irá mudar a sua sorte nesta guerra, mas ela precisa do sangue de um rei para fazê-lo. Stannis não compreende, mas, em seguida, Melisandre implica que ela precisa de um sacrifício humano que possui o sangue de um rei como oferta ao Senhor da Luz. Ela não pode se matar Stannis para conseguir isso, mas como ela aponta: "Há outros com seu sangue em suas veias" – sugerindo os bastardos do seu irmão Robert Baratheon.

Depois da saída de Melisandre, Stannis faz uma visita a sua esposa e filha que estão trancadas em uma torre nas proximidades. Ele admite seu caso para Selyse, que justifica suas atitudes dizendo ser o melhor para ele e sua causa (como ela só tinha sido capaz de lhe dar natimortos). Ela tenta dissuadi-lo de ver Shireen, algo que ele ignora. Após o encontro com Shireen, ele é perturbado por sua idolatria de Davos e diz a ela que o homem é um traidor e está trancado em uma masmorra.

Melisandre, finalmente, chega de volta a Pedra do Dragão com Gendry, bastardo do Rei Robert. Stannis expressa pouca surpresa ao ver o menino bastardo que é tecnicamente seu sobrinho, e fica confuso quando Melisandre ordena que as amas o banhem e providenciem roupas limpas, acreditando ser algo fútil já que eles pretendem sacrificá-lo. No entanto, Melisandre revela que é apenas uma farsa para manter Gendry seguro, mais ou menos, da mesma maneira como manter um cordeiro prestes a ser sacrificado de ver a lâmina da faca.

Stannis visits Davos in his cell.jpg

Stannis visita Davos em sua cela.

Mais tarde Davos Seaworth, ainda definhando em sua cela, é visitado por Stannis. Davos protesta sobre o sacrifício, ressaltando que Gendry é um inocente que nunca fez qualquer coisa errada, mas Stannis argumenta que o sacrifício de um menino bastardo dará início a sua vitória, que ele acredita que é a única maneira de salvar cada homem, mulher e criança em Westeros da escuridão que vai devorar tudo em seu caminho e pergunta como Davos pode duvidar do poder do Deus de Melisandre quando Stannis visualizou nas chamas "uma grande batalha na neve" e Davos viu a criatura que ela deu à luz. Davos especula que a verdadeira razão pela qual Stannis veio é porque no fundo, uma parte dele sabe o que ele está prestes a fazer é errado e ele sabia que Davos iria dizer-lhe a verdade que ele precisa ouvir, independentemente da forma como seriam tomadas. Depois de extrair uma promessa de Davos que ele não vai agir contra Melisandre de novo, Stannis liberta Davos.

Stannis and leeches.jpg

Stannis indica os três usurpadores.

Quando Stannis e Davos entram nos aposentos de Gendry, eles notam que Melisandre amarrou Gendry na cama e colocou sanguessugas seu corpo. Ela explica que Davos queria uma demonstração do poder no sangue de um rei, em seguida, remove as sanguessugas e acende um fogo em um braseiro nas proximidades. Sob a orientação de Melisandre, Stannis lança as sanguessugas para as chamas e enquanto elas queimam, recita os nomes de três pessoas que ele quer mortos: "O usurpador Robb Stark, o usurpador Balon Greyjoy, o usurpador Joffrey Baratheon."

Stannis is shown the letter from the Night's Watch.jpg

Stannis lê a carta enviada pela Patrulha da Noite.

Mais tarde, rumores de que Robb Stark foi traído e morto nas Gêmeas chegam até Pedra do Dragão. Eles pretendem sacrificar Gendry, a fim de aumentar a influência do Senhor da Luz sobre seus inimigos e, apesar dos ardilosos protestos de Davos, Stannis decide sacrificar Gendry. Antes que isso aconteça, Davos libera Gendry, o que perturbou muito Stannis, considerando um ato de traição de seu amigo. A contragosto, ele condena Davos à morte, mas Davos lhe entrega uma carta da Patrulha da Noite que está solicitando ajuda agora que a ameaça dos Caminhantes Brancos tornou-se inevitável. Stannis, apesar de parecer interessado, não muda sua ordem até que Melisandre concorda com Davos que a verdadeira ameaça ao reino fica ao norte e não tem nada a ver com a Guerra dos Cinco Reis. Stannis traz Davos de volta ao seu flanco e decidem que deveriam marchar até a Muralha e ajudar a Patrulha da Noite contra a ameaça dos Outros.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória