FANDOM


Bandeira dos Segundos Filhos.png

Os Segundos Filhos são uma companhia de mercenários encontrada em Essos. Em Yunkai, onde foram contratados para enfrentar Daenerys Targaryen e suas forças, eles eram compostos por aproximadamente quinhentos homens. Seu estandarte é uma espada quebrada.[1] Seu acampamento é um círculo de tendas irregulares. Há uma tenda que serve como cozinha. A tenda de Ben Plumm tem paredes de tela pintada rachadas e desgastadas por anos de sol e chuva. Dentro da tenda, há bancos de acampamento e uma mesa de cavalete, prateleiras de lanças e alabardas, e um chão coberto com tapetes puídos em meia dúzia de cores conflitantes.[2]

HistóriaEditar

Os Segundos Filhos estão entre as mais velhas das companhias livres. Eles não gozam da reputação brilhante da Companhia Dourada, mas tiveram algumas famosas vitórias. Há quatrocentos anos atrás, os Segundos Filhos defenderam Qohor juntos dos Brilhantes Estandartes, contra o primeiro khalasar Dothraki a se aventurar no oeste desde a queda de Valíria. Porém, eles foram derrotados e fugiram do campo de batalha. A batalha foi vencida, mais tarde, pelos Três Mil de Qohor.[3]

Sob o comando de Mero, cuja má reputação é conhecida até em Westeros,[1] eles se tornaram tão maus quanto os Bravos Companheiros. Em um certo momento, a reputação de Mero caíra tanto que nenhuma das Cidades Livres o contratava mais.[1] É por isto que os Segundos Filhos estavam em Yunkai quando Daenerys marchou sobre a cidade. Eles já lutaram nas Terras Disputadas.

CulturaEditar

Os nomes de todos os homens que servem são escritos em um livro, quandos se juntam a companhia. No livro, ainda é escrito quando eles entraram na companhia, onde eles lutaram, como foram suas mortes. Os Segundos Filhos estão em seu quarto livro. O livro tem capa de couro e dobradiças de ferro. Dentro as pesadas bordas de madeira estão nomes e datas que vão além de um século. A tradição da companhia é assinar em tinta vermelha. Houve um tempo em que cada novato escrevia seu nome em sangue, mas a tradição sumiu já que sangue era uma tinta ruim. Há nomes famosos nos livros, alguns dos Sete Reinos. Aegor Rivers serviu um ano com eles, antes de ele partir para criar a Companhia Dourada. Aerion Targaryen, e Rodrik Stark, o Lobo Andarilho, também serviram.[4] Atualmente, com a adição de Tyrion e Jorah Mormont, seu número de membros é quinhentos e quatorze.[4]

As dívidas de Tyrion Lannister para os Segundos FilhosEditar

Parte das negociações de Tyrion com Ben Plumm para se tornar um Segundo Filho incluía ficar endividado com eles. Logo antes de assinar o livro dos Segundos Filhos, Tyrion recebe uma pilha de, aproximadamente, cinquenta a sessenta notas promissórias para assinar. Tyrion observou que somente um de cada dez Segundos Filhos recebia uma nota promissória. Tybero "Tinteiros" Istarion deu-lhe uma pena, e tinta da Antiga Volantis - a qual ele afirmara durar tanto quanto as tintas negras dos meistres. Tyrion assinou cada nota com Tyrion da Casa Lannister, e as passou para Tinteiros, que jogava uma fina camada de areia nelas, para remover o excesso de tinta.[4]

As notas promissórias:

  • Para os oficiais: pergaminhos prometendo pagar ao portador da nota cem dragões de ouro. Abaixo das notas dos oficiais, de repente, as quantias ficaram maiores; Tyrion começou a pagar para o portador mil dragões.

As últimas três notas eram nominais:

  • Para Kasporio, o Astuto: escrita em pergaminho fino, prometendo dez mil dragões.
  • Para Tybero Istarion: escrita em pergaminho fino, prometendo dez mil dragões.
  • Para Ben Mulato Plumm: inscrita sobre um orlo de pele de cordeiro, prometendo cem mil dragões de ouro, seis mil acres de terra fértil, um castelo e uma senhoria.

Após terminar de assinar as notas promissórias, Ben Mulato disse a Tyrion que era hora de fazer dele um deles, e mandou Tinteiros pegar o livro dos Segundos Filhos. Tinteiros trouxe o livro, e destampou um pote de tinta vermelha; porém, Tyrion preferiu assinar do modo tradicional - com sangue. Ele explicou a Tinteiros que os Lannister adoram tradições, e pediu para que emprestasse sua faca.

Ele furou a ponta do seu polegar, apertou uma gorda gota de sangue no pote de tinta, trocou a adaga pela pena, e rabiscou Tyrion da Casa Lannister, Senhor de Rochedo Casterly, em uma grande letra de mão, bem abaixo da assinatura, bem mais modesta, de Sor Jorah Mormont. Tinteiros, então, virou o livro e salpicou a página com um pouco de areia fina.[4]

ArsenalEditar

O ferreiro dos Segundos Filhos é Martelo, e seu aprendiz é Prego. Os Segundos Filhos mantinham as armaduras da companhia em seis grandes carroções colocados perto do meio do acampamento. Sob teto de madeira inclinada e couro esticado, a base dos carroções tinha armas e armaduras antigas amontoadas. A maioria do ferro era de baixa qualidade. De acordo com Sor Jorah Mormont, existia som de aço no arsenal; nenhum deles era bonito, mas pararia uma espada. Na verdade, o aço da companhia era não apenas velho e inadequado, mas amassado, rachado e quebradiço.[4] Algumas das armaduras nos carroções são aquelas que mercenários usaram ao morrer, e outras foram feitas para caberem em meninos.

Sor Jorah Mormont vestiu-se da cabeça aos pés em aço da companhia. Suas grevas não combinavam uma com a outra, seu gorjal estava salpicado de ferrugem, seus braços eram ricos e ornamentados, incrustados com flores de nielo. Na sua mão direita, tinha uma luva de placas de ferro, e na esquerda uma luva sem dedos de cota de malha enferrujada. Os mamilos de sua musculosa placa peitoral tinham um par de anéis de ferro. Seu grande elmo ostentava chifres de carneiro, um dos quais quebrado.[4]

Ao entrarem nos carroções, Tyrion e Merreca encontraram um meio-elmo de ferro enferrujado, e então um grande elmo, uma besta, uma clava, um martelo de guerra, uma maça, e meia dúzia de espadas longas. Tyrion, enfim, encontrou um punhal que gostara - um desagradável pedaço de aço com uma lâmina triangular, com um pouco de ferrugem. Ele encontrou umabainha de madeira e couro que se adaptava, e colocou o punhal dentro. Ele notou que a espada longe que Merreca pegara era chanfrada, demonstrando que era feita de aço barato. Ele examinou uma pesada camisa de cota de malha de ferro, tão cheia de buracos que quase parecia comida por traças. O aço da companhia dos Segundos Filhos era pior do com o qual ele lutara na Batalha do Ramo Verde.[4]

Membros notáveisEditar

Capitães-generaisEditar

  • {Mero}, mais conhecido como o Bastardo do Titã;
  • Ben Plumm, conhecido como 'Ben Mulato, capitão e comandante;
  • Kasporio, chamado de Kasporio, o Astuto, segundo em comando.

MembrosEditar

Eventos recentesEditar

A Tormenta de EspadasEditar

Os Segundos Filhos foram contratados por Yunkai para defendê-los contra a ameaça de Daenerys Targaryen. Eles foram colocados na esquerda da linha defensiva que encontrara o exército de Daenerys. Eles eram comandados por Mero, conhecido como o Bastardo do Titã. Mero compareceu à negociação com Daenerys, e decidiu pensar na sua oferta de trocar de lado somente se ela o desse um vagão de vinho. Ele levou o vinho para seus homens e, enquanto estavam bêbados durante a noite, Daenerys mandou suas forças os atacarem. Os Segundos Filhos foram cercados, mas Mero fugira antes que pudesse ser capturado.[1] Os mercenários remanescentes escolheram Ben Plumm como seu novo comandante, e, com ele, se juntaram ao exército de Daenerys.[5]

A Dança dos DragõesEditar

Daenerys mandou-os para o sul, para defender Meereen contra quaisquer incursões de Yunkai.[6] Porém, quando Ben Mulato Plumm descobre que Daenerys não é mais capaz de controlar seus dragões, ele muda sua companhia para o lado dos Yunkaítas.[7][8]

CitaçõesEditar

"Nasci um segundo filho. Essa companhia é meu destino.[2]"
―Tyrion Lannister


ReferênciasEditar

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 A Tormenta de Espadas, Capítulo 42, Daenerys
  2. 2,0 2,1 A Dança dos Dragões, Capítulo 57, Tyrio
  3. A Tormenta de Espadas, Capítulo 8, Daenerys
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 4,4 4,5 4,6 A Dança dos Dragões, Capítulo 66, Tyrion
  5. A Tormenta de Espadas, Capítulo 57, Daenerys
  6. A Dança dos Dragões, Capítulo 2, Daenerys
  7. A Dança dos Dragões, Capítulo 36, Daenerys
  8. A Dança dos Dragões, Capítulo 50, Daenerys

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória