FANDOM


A religião das Ilhas de Verão considera o sexo como um ato sagrado e que afirma a vida.

Uma das divindades que eles adoram é uma deusa da fertilidade com dezesseis seios.[1]

Nos Livros Editar

Nos livros d'As Crônicas de Gelo e Fogo, a cultura das Ilhas de Verão é muito o que pode ser chamado de "sexual positivo" na vida real. Os insulares acreditam que o sexo é um presente dos deuses para que a humanidade aproveitar, considerando-o como um ato alegre e ativo para a vida. Embora os detalhes específicos sobre a religião não tenham sido revelados, diz-se que eles consideram que o sexo é um ato "sagrado" e, portanto, nada de que se deva envergonhar. A prostituição é considerada uma profissão muito respeitável nas Ilhas do Verão, até mesmo praticada por nobres insulares (que não precisam financeiramente fazê-lo, mas talvez como uma forma de prostituição nos templos). Os funerais não são ocasiões sombrias de luto, mas celebrações das vidas que eles tiveram, com o vinho e o amor.

Referências Editar

  1. O Príncipe de Winterfell