FANDOM


Pentos é uma das nove Cidades Livres de Essos.

SobreEditar

Localiza-se às margens da Baía de Pentos, que se abre para o Mar Estreito, tendo as Terras Planas e as Colinas de Veludo a leste. Liga-se por uma das antigas Estradas Valirianas a Norvos, passando por Ghoyan Drohe [1].

É uma grande cidade portuária mais populosa do que Astapor na Baía dos Escravos, e pode ser uma das mais populosas Cidades Livres.

A cidade tem muitas torres de tijolos quadrados, controladas pelos comerciantes de especiarias. A maior parte dos telhados são feitos de telhas. A maneira mais rápida de chega a Volantis, de Pentos, é pelo mar.

HistóriaEditar

Moedapentoshi.png

Moeda pentoshi

Pentos foi fundada por Valíria como um entreposto comercial, e logo absorveu todas as terras que a rodeiam, desde as Colinas de Veludo e o Pequeno Roine, até o mar, incluindo a quase todo o antigo reino dos Ândalos. Os primeiros pentoshi eram mercadores, comerciantes, marinheiros e agricultores, com poucos nobres entre eles. E mesmo estes, eram menos protetoras de seu sangue valiriano, dispostos a cruzar com os habitantes originais das terras que governavam.

Várias décadas após a Perdição, Pentos veio em defesa de Tyrosh em uma guerra contra Volantis, juntamente com Aegon Targaryen, a Casa Durrandon, e os rebeldes de Lys e Myr.

As senhoras Rhaena e Baela Targaryen, filhas do príncipe Daemon Targaryen e Laena Velaryon, nasceram em Pentos, em 116. Eles permaneceram lá por meio ano, e em seguida, voltam para Derivamarca em um navio com a mãe, enquanto seu pai voou com os dragões Caraxes e Vhagar de volta para Westeros. Durante a guerra civil em Westeros, conhecida como a Dança dos Dragões, foi decidido pelo príncipe Jacaerys Velaryon que seus meio-irmãos Aegon e Viserys seriam promovidos como Príncipe de Pentos até que sua mãe, a rainha Rhaenyra Targaryen, assegura-se o Trono de Ferro.

Ao longo dos dois últimos séculos, Bravos e Pentos lutaram nada menos do que seis guerras sobre a questão da escravidão, bem como o controle das terras ricas e as águas entre as duas cidades. Quatro destas terminaram com a submissão pentoshi. A última, que terminou um século atrás, foi tão mal que Pentos teve nada menos que quatro príncipes escolhidos e sacrificados dentro de um único ano. O quinto, Príncipe Nevio Narratys, convenceu os magísteres a pedir a paz depois de uma vitória rara.

Governantes e leisEditar

Pentos é uma cidade onde riqueza é igual a poder, governado por um príncipe e um conselho de magísteres. O príncipe tem uma função principalmente cerimonial, enquanto os ricos magísteres governam. O príncipe é escolhido entre as quarenta famílias mais ricas da cidade, e preside principalmente sobre bailes e festas.

Há leis que proíbem a escravidão na cidade, de acordo com os termos impostos por Bravos cem anos atrás.

Referências e NotasEditar

  1. O Mundo de Gelo e Fogo, Pentos

Predefinição:RegiõesCidadesLivres

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória