Fandom

Wiki Game of Thrones

Patrulha da Noite

1 309 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar

A Patrulha da Noite é uma ordem militar que guarda a Muralha, a imensa estrutura de gelo que separa a a fronteira do norte dos Sete Reinos das terras além da muralha. A ordem foi liderada pelo Lorde Comandante Jon Snow a partir da fortaleza do Castelo Negro até à sua morte por amotinados. E antes de Jon, a ordem foi liderada pelo Lorde Comandante Jeor Mormont, que também foi morto em um motim. Jon Snow retorna a vida e passa pouco tempo como Lorde-Comandante somente para executar os amotinados e, logo após, viaja para Winterfell para recuperar o lar que cresceu e de sua família, passando o cargo para Ed Doloroso onde possa governar a Muralha até que seja feita a escolha de um novo Lorde-Comandante.

História Editar

HistóriaEditar

A Patrulha da Noite é provavelmente a ordem mais antiga dos Sete Reinos, tendo sobrevivido à queda dos reinos dos Primeiros Homens perante a Invasão Ândala e à Guerra da Conquista. Foi fundada há mais de 8 mil anos, após um período conhecido como A Longa Noite. Sob cobertura de uma noite sem fim que durou por uma geração, os Outros invadiram, vindos das Terras de Sempre Inverno, destruindo grande parte de Westeros, até serem derrotados pela Patrulha da Noite da Batalha da Aurora. Após a ameaça ter sido expulsa, a Muralha foi construída por Bran, o Construtor, o primeiro Stark, para proteger os reinos dos homens no caso de os Outros retornarem. Durante a Era dos Heróis, foi registrado que os filhos da floresta dava à Patrulha 100 adagas de obsidiana todos os anos.[2]

Além da corrupção do 13º Lorde Comandante, chamado de Rei da Noite, os ataques dos Outros nunca vieram. Ao invés, os ataques mais frequentes vieram dos selvagens, por vezes liderados por seus reis e suas constantes tentativas de fazer uma incursão no Norte. Pouco a pouco, a Patrulha começou a esquecer que sua principal missão não era lutar contra o Povo Livre, mas contra os Outros. Com o passar dos anos, o propósito da Patrulha se tornou menos óbvio, e seu contingente diminuiu cada vez mais, com a maioria dos Sete Reinos negligenciando a Muralha. Apenas o Norte, e particularmente os Stark, tem a lembrança dos antigos tempos, mas mesmo eles acreditam que os Outros não passam de vagas figuras em histórias contadas para assustar crianças.

Houve um tempo em que a Patrulha ostentava dezenove castelos ao longo dos quinhentos quilômetros da Muralha, com mais de dez mil homens entre eles. Apenas Castelo Negro comportava cinco mil, com seus cavalos, servos e equipamentos. Os nobres dos Norte tradicionalmente consideravam uma honra servir na Patrulha. Muitos filhos caçulas das casas nortenhas, distantes da linha de sucessão, vestiam com prazer o negro. Trezentos anos após a conquista de Aegon, apenas três castelos permanecem em uso, e os números da Patrulha minguaram e hoje não passam de mil. Mas isso não é tudo. A Patrulha hoje é, em grande parte, composta dos desajustados dos Sete Reinos: plebeus, devedores, traficantes, estupradores, ladrões, assassinos e bastardos. Pouquíssimas casas nobres ou cavalheirescas do sul do Gargalo tem membros na Patrulha da Noite, e a maioria lá serve porque lutaram no lado errado de uma guerra ou sofreu com maquinações políticas.

Segundo o Grande Meistre Pycelle, a Muralha é um mundo a parte, e as notícias geralmente a alcançam atrasadas.

OrganizaçãoEditar

EstruturaEditar

A Patrulha da Noite consiste de três ordens: Patrulheiros, Construtores e Intendentes. Todos são sujeitos ao Lorde Comandante, e cada uma das ordens é liderada por seu próprio oficial, escolhidos pelo Comandante e chamados de Primeiro Patrulheiro, Primeiro Construtor e Primeiro Intendente, respectivamente.[3]

  • Patrulheiros: Apesar de todos os irmãos da Patrulha patrulharem a Muralha, os patrulheiros são a principal força de combate, aptos a sobreviverem num ambiente selvagem, com a tarefa de explorar e patrulhar a Floresta Assombrada. Estão constante e ativamente defendendo a Muralha e cavalgando para enfrentar os inimigos da Patrulha, incluindo os selvagens sem lei, assim como os misteriosos e não-humanos Outros.[4]
  • Construtores: Responsáveis pela manutenção da Muralha, dos castelos e dos equipamentos. Contam com pedreiros, carpinteiros, mineiros e lenhadores.[4]
  • Intendentes: A maior das três ordens, responsáveis por um conjunto de funções essenciais, proporcionando serviços do dia-a-dia. Caçam, plantam, cuidam dos cavalos, colhem lenha, cozinham refeições, tecem vestes, mantém os armamentos e conduzem o comércio com o sul, trazendo à Muralha alguns dos suprimentos necessários.[4] Como outros membros da Patrulha, devem estar prontos para lutar em qualquer momento, e todos receeram, no mínimo, treinamento básicom em combate.
    Entre os Intendentes, aqueles com habilidades com somas, leitura ou escrita recebem tarefas específicas. Poucos são alfabetizados, mas a Patrulha tem um propósito para cada homem. Intendentes também servem como escudeiros ou assistentes dos altos oficiais da Patrulha, como o Lorde Comandante. Em suma, toda a administração da Patrulha da Noite fica nas mãos dos Intendentes.

LiderançaEditar

O Lorde Comandante é a autoridade final e supervisiona toda a ordem. Qualquer homem da Patrulha da Noite pode ser eleito ao cargo. Um Senhor Comandante serve em seu posto até o dia que morre, quando um novo Comandante é eleito pelos irmãos. É fortemente sugerido que, geralmente, o Senhor Comandante é um patrulheiro. Isto pode, entretanto, ser contradito por uma passagem de A Guerra dos Tronos na qual Jon Snow é nomeado intendente e não, para seu desapontamento, um patrulheiro, e designado como assistende pessoal do Senhor Comandante. Seus colegas garantem que Snow está sendo preparado para liderança. Uma combinação destas teorias pode indicar uma via rápida, onde candidatos adequados para o posto de Senhor Comandante podem ser colocados para ganhar experiência em cada uma das três disciplinas, independente de onde forem colocados. De qualquer forma, entretanto, o posto de Senhor Comandante é preenchida por eleição, então ninguém, nem aqueles que sobem rápido de posição, podem garantir que o vão ocupar.

A maioria dos oficiais de liderança da Patrulha são tirados da alta sociedade de Westeros. Um cavaleiro da aristocracia que veste um negro tem quase garantido um cargo importante, mas há diversos plebeus poderosos e influentes, como os patrulheiros veteranos Qhorin Meia-Mão, Blane, e Cotter Pyke, Comandante de Atalaialeste do Mar e um pirata bastardo das Ilhas de Ferro. A Patrulha é também meritocrática, sendo um dos únicos lugares desta sociedade feudal em que um homem pode subir muito alto e comandar cavaleiros e Lordes, podendo chegar ao posto de Lorde Comandante da Patrulha da Noite.

RecrutamentoEditar

Houve um tempo em que servir na Muralha era uma honra e símbolo de uma devoção altruísta ao dever, com muitos cavaleiros, homens honrados e nobres vestindo voluntariamente o negro. Hoje, a Patrulha começa a ser vista apenas como uma forma de evitar punição; mais do que para cavaleiros, é apropriada para a escória de Westeros, resgatados de masmorras por recrutadores viajantes. Nobres desgraçados, bastardos e mesmo rebentos legítimos indesejados de nobres são "encorajados" a vestir o negro, fazendo da patrulha um grande grupo ranzinza e insatisfeito.

Aqueles que chegam voluntariamente podem partir a qualquer tempo durante seu treinamento, mas nenhum homem pode deixar a Patrulha depois de ter dito seus votos. Quaisquer desertores são condenados a morte. Após assumir os votos, os homens da Patrulha não podem possuir terras ou gerar filhos. Os homens também são encorajados a romper os laços com suas famílias - se tiverem a sorte de possuírem uma.

Os irmãos da Patrulha da Noite vestem-se inteiramente de negro, uma tradição que lhes rendeu o apelido corvos, especialmente entre os selvagens. Enqunto alguns usam este nome pejorativamente, muitos da Patrulha adoram o termo. Também são chamados de irmãos negros, e em canções já foram chamados de os cavaleiros negros da Muralha.

VotosEditar

Quando os recrutas são considerados prontos para vestir o negro, devem dizer seus votos em um septo ou perante uma árvore-coração. Os votos são os seguintes:

"Escute as minhas palavras e testemunhem os meus votos. A noite chega, e agora começa minha vigia. Não terminará até a minha morte. Não tomarei esposa, não possuirei terras, não gerarei filhos. Não usarei coroas e não conquistarei glórias. Viverei e morrerei no meu posto. Sou a espada na escuridão. Sou o vigilante nas muralhas. Sou o fogo que arde contra o frio, a luz que trás consigo a alvorada, a trombeta que acorda os que dormem, o escudo que defende os reinos dos homens. Dou minha vida e a minha honra a Patrulha da Noite. Por esta noite, e por todas as noites que estão por vir."
―{{{2}}}

É costumeiro que o funeral de um irmão negro seja finalizado com a frase "E agora sua vigília tem fim".

PropriedadesEditar

Castelos da PatrulhaEditar

A Patrulha da Noite ergueu dezenove castelos para guardas os quinhentos e cinquenta quilômetros da Muralha, porém nunca ocuparam mais de dezessete ao mesmo tempo. Hoje, devido à escasses de homens da Patrulha, poucos recebem manutenção. Os castelos são mais próximos de quartéis, compostos de alojamentos, estábulos, armazéns e construções externas, pois não possuem muralhas próprias (a não ser a própria Muralha). Foram construídos desta forma para que a Patrulha ocupasse apenas a Muralha, e se preocupasse com as ameaças vindas de além dela. A Patrulha da Noite não teme ataques do sul por conta de seu voto de não participar das guerras dos Sete Reinos.

Atualmente, devido à escassez de homens, a Patrulha ocupa apenas a Torre Sombria, o Castelo Negro e Atalaialeste do Mar, apesar de haver planos para reocupar o Fortenoite e muitos outros castelos. A questão sobre quem vai ser responsável pelos castelos rreocupados é um ponto de tensão entre o Senhor Comandante Jon Snow e o Rei Stannis Baratheon. Patrulhas entre as fortalezas costumavam ser mais regulares, mas diminuiram junto com o contingente da Patrulha. A Patrulha usa mulas para se locomover sobre a Muralha, pois as trilhas não recebem cascalho entre os castelos antigos há muitos anos. As mulas são criadas em Atalaialeste e são especialmente treinadas para esta tarefa.[5]

Mais importantesEditar

Predefinição:CastelosPatrulhadaNoite

Dádiva e Nova DádivaEditar

A Dádiva é um pedaço de terra medindo 140 quilômetros ao sul da Muralha que a Patrulha da Noite recebeu do Rei Brandon Stark do Norte. Por anos, a Patrulha cultivou na Dádiva, mas conforme seu contingente diminuiu, havia menos mãos para arar os campos, cuidar das abelhas e plantar os pomares, então a natureza retomou estas áreas. Com o objetivo de restaurar a Patrulha da Noite, e recompensar seu leal serviço em defesa dos Sete Reinos, a Rainha Alysanne Targaryen, esposa do Rei Jaehaerys, o Conciliador, dobrou o tamanho da Dádiva. Vilas e vilarejos que se localizavam na Nova Dádiva sustentavam a Patrulha da Noite com impostos, pagos por produtos e trabalho. Com o tempo, a Nova Dádiva perdeu população, que se mudou para o sul, para as montanhas ou para as terras Umber a leste da Estrada do Rei para evitar ataques de selvagens, fazendo reduzir a estrutura de apoio da Patrulha da Noite e da Muralha.[6]

O ponto de civilização mais próximo de Castelo Negro é a Vila Toupeira, uma vila subterrânea com bordéis frequentados pelos irmãos negros.

NaviosEditar

A Patrulha da Noite utiliza uma pequena frota, estacionada em Atalaialeste. Navios conhecidos da Patrulha incluem o Pássaro Negro, o Corvo da Tempestade e o Garra.

Membros NotáveisEditar

Lordes Comandantes recentesEditar

  • Lorde Jeor Mormont, 997º Senhor Comandante, conhecido como o Velho Urso. Próximo ao fim de seu mandato, ele se tornou cada vez mais preocupado com os desaparecimentos de patrulheiros Para Lá da Muralha, incluindo o Primeiro Patrulheiro, Benjen Stark. Havia, também, relatos de selvagens fugindo para o sul ou se reunindo em grandes números para fugir de ou enfrentar uma grande ameaça. Após tentar uma grande investigação, a maioria dos irmãos que partiram com ele foram mortos na Batalha do Punho dos Primeiros Homens. Após estas estarrecedores perdas, foi assassinado por seus próprios irmãos durante um motim na Fortaleza de Craster.
  • Lorde Jon Snow, 998º Senhor Comandante.

Ex-Lordes ComandantesEditar

IrmãosEditar

Referências Editar

  1. Aproximadamente 1000 quando a série de TV começa, em torno de 300 foram mortos Punho dos Primeiros Homens, disse ser talvez mais 50 ou mais foram perdidos no ataque de Mance Rayder. Isto é parcialmente compensado por qualquer pequeno filete de novos recrutas nas últimas três temporadas de TV.
  2. 2,0 2,1 O Festim dos Corvos, Capítulo 5, Samwell
  3. A Fúria dos Reis, Capítulo 6, Jon
  4. 4,0 4,1 4,2 A Guerra dos Tronos, Capítulo 41, Jon
  5. A Tormenta de Espadas, Capítulo 26, Jon
  6. A Tormenta de Espadas, Capítulo 40, Bran
  7. A Guerra dos Tronos, A Guerra dos Tronos - Capítulo 60\Capítulo 60, Jon
  8. A Tormenta de Espadas, Capítulo 48, Jon

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória