FANDOM


Night's-Watch-Main-Shield
Night's-Watch-Main-Shield
"Pela Patrulha"
―Depois de esfaquear Jon Snow.[fonte]


Olly é originalmente um menino camponês na região que foge para a Patrulha da Noite após sua aldeia ser atacada por selvagens e luta posteriormente ao lado de Jon Snow na Batalha de Castelo Negro. Ele eventualmente torna-se um verdadeiro membro da Patrulha da Noite e é nomeado como mordomo de Jon quando o mesmo é eleito o novo Senhor Comandante, mas em última análise, o trai e fatalmente apunhala Jon durante o motim em Castelo Negro depois de crer que Jon está mostrando misericórdia para os assassinos de sua família. Após ser ressuscitado, Jon enforca e executa Olly, juntamente com Sor Alliser Thorne e os outros traidores.

História

Antes

Olly viveu com sua mãe e seu pai em uma aldeia na Dádiva.

4ª Temporada

Quando Olly e seu pai estão a caminho de casa para o jantar, sua aldeia é atacada por um grupo de selvagens. Quando seu pai é morto por Ygritte sua mãe diz-lhe para se esconder. Ele foge, e ela é morta por Styr. Olly se esconde debaixo de um carro, mas é pego pelo Thenn warg. O warg o leva a Styr, que segura uma lâmina em sua garganta. Styr diz a Olly que ele vai comer seus pais mortos, e ordena que ele diga aos homens da Patrulha da Noite em Castelo Negro na tentativa de tirá-los para o aberto. Ele então solta Olly, que chega a Castelo Negro e informa os homens dos selvagens que se aproximam.[1]

Olly permanece em Castelo Negro, vivendo entre os irmãos da Patrulha da Noite e vestindo as roupas pretas da Patrulha da Noite. Ele mais tarde treina com eles para a próxima luta contra os selvagens. Olly se vangloria com os irmãos sobre suas habilidades com o tiro com arco, embora só Grenn diz que ele acredita nele, bem como prometendo levá-lo a caçar em breve.[2]

Olly cumprimenta Jon Snow]], Grenn e Eddison Tollett enquanto retornam ao Castelo Negro depois de vir da Fortaleza de Craster. Jon bate-lhe na cabeça enquanto cumprimenta os irmãos.[3]

Durante a batalha de Castelo Negro, Olly é designado para trabalhar o sistema de elevação de madeira. Como a batalha chega, Samwell Tarly exorta-o a pegar uma arma e defender-se. Olly então vê Ygritte se preparando para matar Jon Snow. Antes que ela possa atirar em Jon, Olly usa um arco para matar Ygritte com uma flecha no coração, vingando seu pai no processo.[4] Após a chegada de Stannis Baratheon e suas forças, Olly está entre os irmãos negros que atendem quando os irmãos caídos são queimados no pátio do Castelo Negro.[5]

5ª Temporada

Olly permanece em Castelo Negro e trina com Jon Snow, ao lado de outros novos recrutas. Ele tem pouca experiência com uma espada e escudo, mas Jon faz o seu melhor para ensinar Olly como ser um espadachim adequado. Olly para abruptamente quando Melisandre chega para buscar Jon. Mais tarde, Olly está presente quando Mance Rayder é executado por Stannis Baratheon por se recusar a dobrar o joelho.[6]

Olly está presente na escolha para o 998º Lorde Comandante da Patrulha da Noite e está feliz quando Jon Snow derrota Sor Alliser Thorne para a posição de Senhor Comandante.[7]

Jon nomeia mais tarde Olly como seu intendente pessoal, preparando-o para o comando como Jeor Mormont fez uma vez para ele. Ele está presente na reunião de Jon com Stannis Baratheon e Davos Seaworth, em que Jon aponta, ao olhar para Olly, que muitos de seus irmãos negros não gostam dos selvagens. Mais tarde, Davos pede a Olly para recitar parte do juramento da Patrulha da Noite para persuadir Jon a reunir o Patrulha ao lado de Stannis na próxima batalha pelo Norte. Olly é mais tarde em uma reunião da Patrulha, onde Janos Slynt se recusa a homem e reparar Guardagris, um castelo em ruínas na Muralha. Jon ordena que Slynt seja trazido para fora e ordena que Olly lhe traga Garralonga. Olly dá a Jon sua espada e testemunha a execução de Slynt.[8]

No entanto, a confiança de Olly em Jon começa a ser perturbada depois que Jon faz a sugestão de permitir que os selvagens passem pela Muralha e se tornem sujeitos dos Sete Reinos ou até mesmo membros da Patrulha da Noite para evitar que eles caiam no exército dos Caminhantes Brancos que vem. O Primeiro Intendente Bowen Marsh aponta o que os selvagens fizeram à família e amigos de Olly no Dádiva enquanto estavam no exército de Mance Rayder. Mais tarde, no escritório de Jon, Olly pergunta se Jon quer atrair os selvagens para uma armadilha, mas Jon nega, lembrando a Olly que, apesar das perdas sofridas pelas mãos dos selvagens, eles precisarão de toda a ajuda possível se a Patrulha quer ter uma chance contra os Caminhantes Brancos.[9]

Mais tarde, Olly visita Sam em seu quarto, ostensivamente para lhe oferecer um pouco de comida. No entanto, ele quer perguntar a Sam por que Jon gostaria de unir forças com os selvagens, particularmente Tormund Giantsbane, que liderou o ataque em que seus pais foram mortos. Sam reassegura a Olly que Jon sabe o que ele está fazendo, e que, a menos que ele seja bem sucedido, nem a Patrulha da Noite nem Westeros tem uma chance contra os Caminhantes Brancos. Sam explica que esta é uma escolha difícil que Jon teve que fazer, por mais impopular que seja, e então diz para ele não se preocupar, já que Jon sempre volta.[10]

Quando Jon Snow retorna de Durolar com milhares de selvagens e deixa-os através da Muralha, Olly está entre os muitos irmãos negros que olham para os selvagens e até para o seu Lorde Comandante com nojo. Quando Jon sorri para Olly, o menino vai embora com raiva.[11]

Olly é enviado ao quarto de Jon para avisá-lo que um selvagem sabe onde está seu tio Benjen Stark. Jon corre rapidamente para fora da sala, atravessando o pátio e passando por um grupo de Guardas da Noite, apenas para encontrar um sinal com a palavra "Traidor" rabiscado sobre ele. Vários Patrulheiros se amotinaram contra Jon e o apunhalaram, trazendo-o de joelhos, e Olly se aproxima. Jon sussurra o nome de Olly como um pedido de misericórdia. Com lágrimas nos olhos, Olly termina Jon fora apunhalando-o através do coração, terminando o motim e deixando seu Lorde Comandante morto na neve.[12]

6ª Temporada

Olly está presente na sala de jantar de Castelo Negro quando Thorne anuncia o assassinato de Jon em suas mãos e dá sua justificativa para balançar a maior parte da Patrulha para o seu lado. Ele testemunha quando Thorne dá a Davos Seaworth e os irmãos leais a Jon seu ultimato para entregar ou morrer.[13]

Mais tarde, Olly está presente quando os amotinados tentam invadir a sala onde está o corpo de Jon. Antes que eles pudessem entrar, no entanto, Edd retorna com Tormund Giantsbane e um exército de selvagens. Embora Thorne exija que os patrulheiros se levantem e lutem, eles são intimidados pela rendição do gigante Wun Wun. Olly então ataca Tormund (provavelmente devido ao seu envolvimento no ataque à aldeia de Olly), mas é rapidamente dominado e desarmado. Olly é levado para as Calas de Gelo, juntamente com Thorne e o resto dos amotinados.[14]

Após a ressurreição de Jon Snow e subsequente recuperação do comando, Olly é conduzido à forca para ser enforcado publicamente por traição. Como Jon pede a seus assassinos condenados suas últimas palavras, Olly se recusa a falar e olha furiosamente para Jon. Depois de um momento de silêncio de Jon, Olly lhe dá um último olhar de ódio antes de ser enforcado junto com os outros.[15]

Apesar de Olly ter literalmente esfaqueado ele no coração, Jon continua a ser atormentado pela culpa por executá-lo, como ele era um menino ainda mais jovem do que "irmão" de Jon, Bran Stark.[16]

Nos Livros

Nas Crônicas de Gelo e Fogo, não existe nenhum personagem com esse nome. No entanto, Jon leva outro jovem irmão negro conhecida como Satin, uma antiga meretriz de Vilavelha, como seu próprio mordomo. Olly parece ser uma amalgama de diferentes personagens dos livros.

Nos livros, não estava claro quem atirou na flecha que feriu mortalmente Ygritte. Quando Jon Snow a encontra, ele teme que quem atirou nela tinha sido ele - mas quando ele verificou a flecha, ele reconheceu que era diferente das que ele estava usando. Ygritte morre nos braços de Jon Snow, com essencialmente o mesmo diálogo que na série. Depois, Jon decide que ele prefere não saber quais dos seus irmãos jurados disparou a flecha que matou Ygritte, então ele não faz nenhuma tentativa de verificar.

Três quartos dos habitantes da cidade de Vila Toupeira fogem para Castelo Negro depois que Jon Snow os alerta. Olly na série, no entanto, não é de Vila Toupeira, mas uma aldeia menor nas proximidades. Não se sabe se alguma gente de outras aldeias vem buscar refúgio. Depois que o ataque é repelido, muitos aldeões pensam que o pior já passou e retornam à aldeia. Alguns moradores de Vila Toupeira decidem ficar em vez de arriscar-se a voltar às terras fracamente defendidas para o sul. Olly é talvez vagamente baseado nos orfãos que ficam na Patrulha, embora não seja mencionado se eles tomam parte ativa na batalha e o que acontece com eles mais tarde.

Na série de televisão, Olly é o único que está com lágrimas enquanto esfaqueia Jon, que é um aceno para o romance: quando Bowen Marsh apunhala Jon, ele tem lágrimas nos olhos.

Na série de TV, os únicos sobreviventes do Saque de Vila Toupeira parecem ser Gilly e seu bebê, pois são os únicos de Vila Toupeira que chegam a Castelo Negro.

Referencias

  1. Quebradora de Correntes
  2. Cumpridora de Promessas
  3. Sábia
  4. Os Vigilantes na Muralha
  5. Os Filhos
  6. As Guerras por Vir
  7. A Casa de Preto e Branco
  8. Alto Pardal (episódio)
  9. Mate o Garoto
  10. Durolar
  11. A Dança dos Dragões
  12. Misericórdia da Mãe
  13. A Mulher Vermelha (episódio)
  14. Casa
  15. Quebradora de Promessas (episódio)
  16. Livro do Estranho

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.