FANDOM


HBO-Winterfell Queimando.jpg

A queima de Winterfell pelos Boltons, na série da HBO.

A Ofensiva de Winterfell (também chamada de marcha para Winterfell) é uma batalha que esta em andamento na região conhecida como Mata do Lobo, no coração do Norte, durante a Guerra dos Cinco Reis. A campanha começou quando as tropas de Stannis Baratheon retomaram a fortaleza de Bosque Profundo, alcançando apoio de vários nortenhos. Logo depois, Stannis iniciou uma marcha para Winterfell, que estava ocupada por lorde Roose Bolton e seus homens, que tem apoio do Trono de Ferro.

PrelúdioEditar

Após ser derrotado na batalha da Água Negra, o rei Stannis Baratheon retorna para Pedra do Dragão. Com um exército pequeno e quase sem nenhum apoio, ele parte rumo ao Norte em direção a muralha, que estava sob ataque dos selvagens. Stannis auxilia a Patrulha da Noite e repele os selvagens, capturando vários dos seus líderes, incluindo Mance Rayder (o Rei-Para-Lá-da-Muralha). Jon Snow, agora apontado Lorde Comandante da Patrulha da Noite, dá conselhos a Stannis, dizendo para ele não atacar diretamente o Forte do Pavor (o centro de poder dos Boltons no Norte) como caminho para Winterfell, mas sim ir em direção ao castelo de Bosque Profundo, no coração da Mata dos Lobos, e conquistar a lealdade dos clãs nortenhos das montanhas no caminho. O rei segue seu conselho e põe-se em marcha.

Após reconquistar Bosque Profundo dos homens de ferro (capturando Asha Greyjoy no processo), o exército de Stannis Baratheon iniciaram sua marcha rumo a Winterfell para libertar Arya Stark (que na verdade era Jeyne Poole) das mãos da Casa Bolton. Desde que traíram os Starks no casamento vermelho, os Boltons foram premiados pelo Trono de Ferro com o título de novos Protetores do Norte.

Ao marchar pela mata dos lobos, as tropas de Stannis são reforçados por homens nortenhos, principalmente vindos das casas Glover (e seus juramentados), Mormont e Karstark, liderados pelo castelão Arnolf Karstark. Contudo, secretamente, Arnolf trabalhava para os Boltons e tinha a missão de trair Stannis quando a luta começasse.

Stannis também contava com apoio substancial dos clãs nortenhos das montanhas, que permaneciam leais a memória de "o Ned", o Lorde Eddard Stark. Ele consegue mais homens ao encontrar vários sobreviventes nortenhos da batalha de Winterfell (travada um ano antes). Stannis também planeja se encontrar com Mors "Papa-corvos" Umber para atrair os homens de sua casa para lutar ao seu lado.

Winterfell estava nas mãos de Roose Bolton e seu filho bastardo, agora legitimado, Ramsay. Suas forças consistem, além de homens da própria Casa Bolton, de tropas das casas Frey, Ryswell, Dustin, Cerwyn, Hornwood, Manderly e metade dos homens da Casa Umber sob comando de Hother.

Roose Bolton tem uma tropa maior que a de Stannis e seus soldados estão melhor armados e preparados que os clãs da montanha (que são quase metade dos homens de Stannis) e também estavam descansados e melhor abastecidos que os homens juramentados do rei. Apesar disso, a lealdade das forças de Roose era altamente questionável, particularmente os soldados da casa Manderly, Umber e Hornwood, que tinham longa história de submissão a Casa Stark. Roose suspeita que apenas os Freys, Dustins e os homens de sua própria Casa são realmente leais. Ele sabe que Bran e Rickon Stark estão vivos e se as outras Casas descobrirem isso, sua legitimidade como o novo Senhor do Norte estaria em risco.

Winterfell está superlotada de soldados, assim ficando com poucos suprimentos. Os homens lá nutrem raiva e desconfiança uns com os outros (muitos nortenhos não gostam de estar na presença dos Freys já que muitos tem parentes que foram mortos ou aprisionados durante o Casamento Vermelho). Várias pessoas, a maioria Boltons e Freys, começam a morrer de forma suspeita dentro do castelo.

A lutaEditar

Marcha para WinterfellEditar

A marcha de Stannis Baratheon e suas tropas para Winterfell é atrasada devido a várias nevascas. O problema da falta de suprimentos se torna crônico e muitos homens morrem devido a fome, ao cansaço ou ao frio.[1][2] O último relatório sobre a movimentação de Stannis que chega aos ouvidos dos Boltons é que seu exército estava a apenas três dias de marcha de Winterfell.[2][3][4]

A vanguarda de Mors Umber chega a WinterfellEditar

Mors "Papa-corvos" Umber e sua vanguarda de 400 homens chega a Winterfell antes da principal tropa de Stannis.

Usando a tempestade de neve como cobertura, Mors manda seus homens cavarem trincheiras e construir armadilhas em volta de Winterfell e nos portões. A nevasca impede que os homens de Mors fossem vistos. Ele então manda soar várias cornetas, tentando atrair os defensores do castelo para fora. Roose ordena que nenhuma perseguição seja feita e diz para seus homens se prepararem nas muralhas.

Tentativa de engajar com a tropa de StannisEditar

Após o assassinato do Pequeno Walder Frey e de uma pequena batalha dentro de Winterfell entre homens da Casa Frey e da Casa Manderly, Roose Bolton, temendo que seus próprios soldados começassem a se matar dentro do castelo, ordena que Hosteen e Aenys Frey liderem cerca de 2 000 homens para atacar Stannis.

A presença dos Freys aumentava a tensão dentro de Winterfell, pois muitos nortenhos haviam perdido parentes no Casamento Vermelho (orquestrado pelos Freys). Roose então ordena que as forças de Wyman Manderly ataquem Stannis, já que ele não confia nos homens da Casa Manderly. Ao mandar os Freys e Manderlys para a batalha, Roose espera que Stannis seja derrotado sem precisar sacrificar as tropas da Casa Bolton. Ao mesmo tempo, ele também vê nisso uma chance de sangrar as tropas dos seus rivais nortenhos, enfraquecendo eles. Ramsay Bolton, seu filho bastardo, comanda uma pequena tropa de homens do Forte do Pavor e segue atrás das forças enviadas pelo pai. A ausência de 3 000 homens em Winterfell também significa que agora a situação de suprimentos de Roose fica melhor.

Nesse meio tempo, a falsa "Arya Stark" escapa de Ramsay e, junto com o cativo Theon Greyjoy (conhecido ali como "Fedor"), foge de Winterfell. Jeyne Poole, disfarçada como Arya, é importante pois Roose acha que um casamento com a antiga casa reinante ajudaria a legitimar sua nova posição de Protetor do Norte.

O comando dos Freys passa para o Sor HosteenEditar

Aenys Frey é morto quando ele e seus homens caem numa das armadilhas cavadas por Mors Umber no Portão do Caçador, significando que o comando da tropa Frey agora passou para o Sor Hosteen Frey que, apesar de ser um espadachim competente, não é um comandante militar habilidoso.[5]

Stannis é alertado da traição de Arnolf KarstarkEditar

Jon Snow envia uma carta a Stannis, que é entregue por Tycho Nestoris. Na carta é detalhado o plano de Arnolf Karstark de trair o rei. Stannis manda que Arnolf, seu filho e netos sejam presos e que suas tropas sejam desarmadas.

Stannis então prepara suas forças para encarar a vanguarda do exército Bolton.[5]

A carta de RamsayEditar

Em Castelo Negro, Jon Snow recebe uma carta assinada por Ramsay Bolton, onde ele afirma que Stannis está morto e sua tropa foi dispersada. Porém, não se sabe se o conteúdo da carta é verdadeiro ou sequer foi realmente escrita por Ramsay. Contudo, a carta irrita o comandante Snow e ele começa a formar um exército de voluntários para atacar Winterfell e derrotar os Boltons. Porém a Patrulha da Noite é proibida por juramento de tomar parte nas guerras do reino. Um grupo de patrulheiros então conspira e se amotina contra Jon.[6]

Citações Editar

"Nós todos sabemos o que meu irmão faria. Robert iria galopar até os portões de Winterfell sozinho e o quebraria com seu martelo de guerra e mataria pessoalmente Roose Bolton com a mão esquerda e o seu bastardo com a mão direita. Eu não sou Robert. Mas marcharei e libertarei Winterfell… ou morrerei tentando."[2] - Stannis Baratheon

ReferênciasEditar

  1. A Dança dos Dragões, Capítulo 37, O Príncipe de Winterfell
  2. 2,0 2,1 2,2 A Dança dos Dragões, Capítulo 42, O Prêmio do Rei
  3. A Dança dos Dragões, Capítulo 51, Theon
  4. A Dança dos Dragões, Capítulo 62, O Sacrifício
  5. 5,0 5,1 The Winds of Winter
  6. A Dança dos Dragões, Capítulo 69, Jon

Predefinição:Guerra dos Cinco Reis

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória