FANDOM


{

"Livro do Estranho" é o quarto episódio da sexta temporada de Game of Thrones. É o quinquagésimo quarto episódio da série ao todo. Estreou em 15 de maio de 2016. Foi escrito por David Benioff e D.B. Weiss, e dirigido por Daniel Sackheim.

Sinopse

Tyrion sela um acordo. Jorah e Daario realizam uma tarefa difícil. Jaime e Cersei tentam melhorar sua situação.

Enredo

Na Muralha

Depois de deixar a Patrulha da Noite, Jon Snow se mostra desiludido com a traição que sofreu de seus irmãos juramentados e cansado de batalhas sem fim. Jon declara que pretende seguir para o sul, mas Edd fica insatisfeito com essa decisão depois de ter visto o que aconteceu em Durolar. Eles são interrompidos pela corneta que anuncia a chegada de Sansa Stark, Brienne de Tarth e Podrick Payne a Castelo Negro. Sansa e Jon se reencontram depois de muito tempo. Depois de contar um ao outro as suas histórias, Sansa tenta convencer Jon a ajudar na retomada de Winterfell. Porém, Jon se mostra relutante em voltar a lutar. Sansa fica frustrada e declara que irá retomar Winterfell com ou sem a ajuda de Jon.

Enquanto isso, Brienne confronta Davos Seaworth e Melisandre. Ela informa que matou Stannis depois que ele admitiu ter usado magia negra para assassinar Renly. Brienne alerta Davos e Melisandre que mesmo que tudo isso tenha ficado no passado, ela se recusa a perdoar ou esquecer.

Algum tempo depois, chega uma carta de Ramsay para Jon. Ramsay alega ter Rickon sob sua custódia. Ele exige o retorno de Sansa, ameaça usar o exército Bolton para exterminar os selvagens, matar Rickon e ainda forçar Jon a assistir a irmã ser estuprada por um grupo de soldados antes de também ser morto. Sansa fica furiosa, decide lutar para retomar Winterfell e Jon concorda. Quando Tormund avisa que os selvagens não são numerosos o suficiente para enfrentar o exército de Ramsay, Sansa diz que Jon deve usar sua condição de “último verdadeiro Protetor do Norte” para reunir as casas do Norte e derrubar os Bolton.

Em Pedrarruna

Mindinho chega a Pedrarruna, no Vale, com um filhote de falcão de presente para seu enteado Robin Arryn, o Lorde do Ninho da Águia. Quando o Lorde de Pedrarruna, Yohn Royce, questiona como Sansa terminou casada com Ramsay e não com alguém dos Dedos, Mindinho alega que os Bolton atacaram e sequestraram a garota durante a viagem. Quando Royce se mostra desconfiado, Mindinho diz que ele era o único que sabia qual seria o destino e sugere alguma culpa. Ele manipula Robin para considerar executar Royce, mas depois lhe dá uma segunda chance quando o homem jura lealdade absoluta. Mindinho então diz que Sansa escapou dos Bolton e está refugiada em Castelo Negro, mas ainda não está em segurança. Robin concorda em enviar Royce para liderar os cavaleiros do Vale e proteger sua prima.

Em Meereen

Apesar dos protestos de Verme Cinzento e Missandei, Tyrion Lannister organiza uma reunião diplomática com os mestres de Astapor, Yunkai e Volantis. Ele propõe um acordo em que as cidades terão sete anos para fazer a transição para fora da escravidão e oferece pagamento para os prejuízos que os mestres possam ter. Em troca, os mestres vão encerrar o apoio aos Filhos da Harpia. Enquanto os mestres discutem a proposta, Tyrion é confrontado pelos ex-escravos de Meereen que não aceitam qualquer tipo de negociação com os escravagistas. Verme Cinzento e Missandei relutantemente apoiam Tyrion, mas avisam em particular que conhecem os mestres e que eles irão usá-lo se o anão tentar enganá-los.

Em Porto Real

Margaery Tyrell é levada ao encontro do Alto Pardal, diz para ela ficar longe de sua vida de riquezas e pecados. Ele conta sobre seu passado como um orgulhoso sapateiro que descobriu que suas ambições de riqueza eram mentiras e que os pobres que andavam descalços estavam mais perto da verdade do que qualquer um. Ele leva Margaery para ver Loras, que está cedendo às torturas dos Pardais e disposto a fazer qualquer coisa para parar de sofrer. Margaery percebe que o Alto Pardal quer usar Loras para convencê-la e diz para o irmão permanecer forte.

Cersei Lannister se reúne com Tommen Baratheon para falar do Alto Pardal. Tommen tem medo de provocar o homem, mas Cersei diz que ele é perigoso por não ter respeito pela Coroa. Tommen diz para Cersei que a caminhada da punição de Margaery vai acontecer em breve. Cersei passa essa informação para Kevan Lannister e Olenna Tyrell na sala do Pequeno Conselho. Olenna fica horrorizada e oferece seu exército para derrotar os Pardais. Kevan foi ordenado por Tommen a não atacar, mas concorda em não agir com seu exército quando Cersei diz que destruir os Pardais pode significar o retorno de seu filho Lancel, que faz parte da ordem. Ela também garante que Tommen irá perdoá-lo quando Margaery retornar.

Em Pyke

Theon Greyjoy retorna para as Ilhas de Ferro e reencontra sua irmã Yara. Ela não perdoa Theon por ter recusado a partir depois de ter comandado um difícil ataque contra o Forte do Pavor. Yara também acusa Theon de retornar para as Ilhas de Ferro para tirar vantagem da morte de Balon Greyjoy para tentar tomar o trono. Theon afirma que só ouviu sobre a morte do pai quando chegou e promete apoiar a candidatura de Yara durante a Assembleia dos Homens de Ferro.

Em Winterfell

Osha é levada até Ramsay Bolton, que pergunta por que ela estava ajudando Rickon. Osha alega que pretendia trair Rickon e tenta seduzir Ramsay enquanto estica o braço para uma faca. Porém, Ramsay diz que sabe que Osha usou uma tática parecida para fugir de Theon. Ao perceber que sua ideia não funcionou, Osha tenta esfaquear Ramsay, mas ele é mais rápido e corta o pescoço da selvagem para matá-la.

Em Vaes Dothrak

Jorah Mormont e Daario Naharis chegam a Vaes Dothrak e escondem suas armas, pois elas são proibidas na cidade. Ao esconder sua arma, Jorah revela acidentalmente sua infecção de escamagris para Daario. Os dois se infiltram na cidade e são forçados a matar dois irmãos de sangue de Khal Moro quando são descobertos.

No Templo das Dosh Khaleen, Daenerys Targaryen faz amizade com a mais jovem das mulheres. Quando as duas vão para fora do templo, elas encontram Jorah e Daario. Os homens querem fugir com Daenerys para fora de Vaes Dothrak, mas ela diz que isso será impossível, pois 100 mil dothrakis estão presentes na cidade. No lugar, Daenerys diz que tem um plano diferente.

Mais tarde naquela noite, Daenerys se apresenta aos khals reunidos no templo para ouvir qual será seu destino. Ela relembra o ritual de gravidez que atravessou naquele templo e fala do juramento de seu marido de conquistar Westeros. Daenerys diz que os khals não deveriam liderar os dothrakis por conta de sua falta de ambição e diz que ela irá governar a partir de agora. Quando Khal Moro e os outros dizem que vão estuprá-la em grupo e nunca irão serví-la, Daenerys avisa que então eles irão morrer. Ela arremessa dois braseiros no chão de palha, rapidamente colocando fogo em todo o templo. Daenerys aparentemente comanda as chamas de forma sobrenatural para matar os khals, que foram trancados dentro do templo pela jovem Dosh Khaleen. Uma multidão de milhares de dothrakis assiste a Daenerys sair do templo em chamas nua e sem nenhuma queimadura. Impressionados, os dothrakis se ajoelham para ela. 

Produção

Elenco

Principal

Secundário

Notas do elenco

Notas

  • O Estranho é o aspecto do deus da Fé dos Sete que representa a morte. O texto sagrado da Fé é A Estrela de Sete Pontas, que é dividido em livros internos (como a Bíblia cristã da vida real). Uma dessas divisões internas, por exemplo, é o "Livro da Donzela" (devotado à Donzela, outro aspecto dos Sete). O título do episódio refere-se a quando Margaery destaca que o Alto Pardal está citando um verso do Livro do Estranho. Até agora, os romances de As Crônicas de Gelo e Fogo só mencionaram o Livro da Donzela, mas presume-se que cada aspecto da divindade tenha seu próprio livro.