FANDOM


A Invasão Ândala foi uma migração em massa dos Ândalos de Essos a Westeros. Ocorreu entre 6 e 4 mil anos antes do Desembarque de Aegon, e foi violenta. Os antigos reinos dos Primeiros Homens foram destruídos (com exceção do Norte), e os filhos da floresta expulsos para o norte. Por vezes, a dominação foi mais pacífica, com casamentos entre Ândalos e os Primeiros Homens, como no caso da Casa Hightower.

InvasãoEditar

Os Ândalos foram os primeiros invasores depois que os Primeiros Homens haviam estabelecido paz com os filhos da floresta, sendo que viviam em harmonia por 4 mil anos. Vieram das Colinas dos Ândalos, em Essos. Eram guerreiros altos e loiros, que carregavam armas de aço e tinham pintada em seus corpos a estrela de sete pontas de seus deuses.[1][2] Acabaram por conquistar o continente, assim como os Primeiros Homens haviam feito milênios antes.

Os Dedos foram onde os Ândalos desembarcaram pela primeira vez, para arrancar dos Primeiros Homens o local hoje conhecido como Vale.[3] Em sucessivas ondas de incursões, espalharam-se. As guerras entre os Primeiros Homens e os Ândalos duraram centenas de anos, mas, em tempo, os reinos sulistas caíram perante eles. Apenas os Reis do Inverno permaneceram, no Norte.[2] Os Ândalos queimaram todos os troncos de represeiro e mataram todos os filhos da floresta que encontraram[2], acreditando que fossem abominações, e destruíram a infindável quantidade de reinos sulistas dos Primeiros homens. Criaram grandes reinos próprios, mas este processo foi lento; as Ilhas de Ferro, por exemplo, foram conquistadas apenas 2 mil anos após a primeira invasão.

Com o tempo, com Reis Ândalos juntando forças e extinguindo a Casa Mudd (a casa do Reino dos Rios e das Colinas dos Primeiros Homens), conseguiram invadir o Norte. Todos os ataques, porém, foram repelidos pelos cranogmanos do Gargalo ou pelas grandes fortificações do Fosso Cailin.[2] Os Ândalos desistiram, e ao Norte foi permitido continuar em paz; nos milênios seguintes, sangue Ândalo adentrou ao Norte por casamentos dinásticos.

ConsequênciasEditar

Uma das principais (e muito esquecida) consequências das invasões foi o abandono de Westeros pelos filhos da floresta, que lentamente desapareceram nas gerações subsequentes. Durante, e após, as invasões, seis reinos sulistas foram forjados: o Reino da Montanha e do Vale, o Reino do Rochedo, o Reino da Campina, o Reino das Ilhas de Ferro, o Reino das Terras Fluviais e o Reino da Tempestade. Neste época Dorne foi deixado como uma confederação de estados rivais em disputa.

Os Ândalos introduziram a escrita - anteriormente, os Primeiros Homens apenas usavam runas esculpidas em rocha. Na realidade, tudo o que se sabe sobre a Era dos Heróis, a Era da Aurora e a Longa Noite tem origem em histórias escritas por septões desde então. Também houve a introdução da Fé dos Sete nos reinos recém-criados, onde firmou raízes, praticamente extinguindo a adoração aos Deuses Antigos ao sul do Gargalo (com exceção das Ilhas de Ferro, onde a crença nativa ao Deus Afogado foi adotada pelos Ândalos invasores). Também houve a introdução de armas de aço, uso de cavalos na guerra e o conceito de cavalaria.

Veja tambémEditar

Referências e NotasEditar

  1. A Guerra dos Tronos, Capítulo 40, Catelyn
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 A Guerra dos Tronos, Capítulo 66, Bran
  3. A Tormenta de Espadas, Capítulo 68, Sansa.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória