FANDOM


"A ilha em em si não era e não é nada. Não tinha ouro ou joias para atrair a nobreza valiriana. Tudo o que tem é rocha. Uma pedra negra brilhante, muito rombuda para a guerra e muito afiada para a construção. Os Targaryen a chamavam de Vidro de Dragão."
Stannis Baratheon[1]

Pedra do Dragão é uma ilha vulcânica no Mar Estreito que guarda a entrada para a Baía da Água Negra e o mar se aproxima de Porto Real, ao largo da costa leste de Westeros. É a posição do castelo de Pedra do Dragão, o assento ancestral da Casa Targaryen e a sede anterior de Stannis Baratheon, um dos pretendentes ao Trono de Ferro.

Geografia

Dragonstone map

Mapa que mostra a posição da ilha de Dragonstone fora da costa de Westeros.

A iIha de Pedra do Dragão não produz cultivos significativos (como trigo ou cevada), nem pode sustentar a pecuária (como bovinos e suínos).[2] As águas circundantes de são abundantes o suficiente com peixes - a principal fonte de alimento que pode ser obtida localmente pelos habitantes da ilha.[3]

Grandes quantidades de vidro de dragão pode ser encontrado em Pedra do Dragão, mas não é um material precioso ou mesmo particularmente útil, sendo muito frágil para fazer armas ou usar na construção. Caso contrário, a única vantagem significativa da exploração ilha é a sua posição estratégica, guardando a entrada da Baía da Água Negra e Porto Real.[4]

Enquanto a ilha de Pedra do Dragão não tem nenhum valor particular, o seu comando das faixas marítimas que passam para dentro ou para fora da Baía da Água Negra, de e para Porto Real, dão-lhe um valor estratégico ideal. A Frota Real está estacionada na ilha de Pedra do Dragão, a partir da qual pode efetivamente defender (ou em tempo de rebelião, bloquear) qualquer aproximação à capital.

História

Pouco antes da Perdição de Valíria, quatrocentos anos antes da Guerra dos Cinco Reis, a Casa Targaryen estabeleceu-se na ilha - tornando-se assim a única família de Senhores do Dragão para sobreviver à queda de Valiria, juntamente com os últimos Dragões sobreviventes no mundo. Os Targaryen passaram os próximos cem anos construindo lentamente suas forças em Pedra do Dragão, enquanto que ao leste do Mar Estreito os restos das colônias se despedaçaram no Século de Sangue, eventualmente se unindo nas Cidades Livres.

Cem anos depois que a família Targaryen se estabeleceu em Pedra do Dragão, Aegon I Targaryen e suas duas irmãs Visenya Targaryen e Rhaenys Targaryen partiram para conquistar e unir os Sete Reinos] no continente de Westeros, na Guerra da Conquista. Isso eles conseguiram usando seus três dragões, Balerion, Vhagar e Meraxes.

Aegon I declarou que uma nova capital seria construída no lugar onde seu exército primeiro fez o seu desembarque na costa leste, na foz do rio Água Negra: Porto Real, a sede da Casa Targaryen se mudou para lá, mas Pedra do Dragão sempre permaneceu seu território ancestral. Logo, o título de "Príncipe de Pedra do Dragão" foi desenvolvido para o herdeiro designado para o trono. Frequentemente, o herdeiro do trono governaria Pedra do Dragão diretamente durante anos para se preparar para subir o Trono de Ferro um dia. Por exemplo, Rhaegar Targaryen foi Príncipe de Pedra do Dragão durante o reinado de seu pai, Aerys II Targaryen, o rei louco.[4]

Durante a Rebelião de Robert, após a derrota e morte de Rhaegar na climática do Batalha do Tridente, o rei louco enviou seu filho mais novo o príncipe Viserys Targaryen e sua esposa grávida rainha Rhaella Targaryen a Dragonstone para a sua segurança. Logo depois, o exército de Tywin Lannister chegou à capital e traiu o Rei Louco assim que entraram nos portões, resultando no Saque de Porto Real. Durante o saque, o rei louco foi morto por seu próprio guarda, Jaime Lannister. Viserys em Pedra do Dragão tecnicamente sucedeu seu pai como rei ("Viserys III") - pelo menos de acordo com os lealistas, entretanto, Robert Baratheon usurpou o trono e foi coroado rei.

Sem os grandes exércitos, o menino Viserys estava preso em Pedra do Dragão sem nada para fazer, e passaram semanas quando os rebeldes se preparavam para lançar um ataque contra a ilha (como os rebeldes não tinham força no mar). A rainha Rhaella entrou em trabalho de parto, no mesmo dia em que uma tempestade enorme golpeou a ilha e destruiu a frota restante dos Targaryen. Rhaella morreu dando à luz sua filha, a princesa Daenerys Targaryen. Pouco tempo depois, uma frota rebelde comandada por Stannis Baratheon partiu para atacar a ilha, mas antes que pudessem os servos leais fugiram para longe levando Viserys e a infante Daenerys em um navio remanescente, fugindo através do Mar Estreito para as Cidades Livres. Quando Stannis chegou, encontrou um castelo vazio.[5][4] Anos mais tarde, Daenerys admitiu que enquanto ela considera os Sete Reinos ser "seu país", a última vez que ela estave realmente nele, ela era apenas um bebê (no breve período de tempo depois que ela nasceu em Pedra do Dragão).[6]

Depois, o Rei Robert fez Stannis o governante de Pedra do Dragão - em vez de lhe dar o assento ancestral da Casa Baratheon em Ponta Tempestade, a poderosa fortaleza que é a capital das Terras da Tempestade. Em vez disso, ele deu Ponta Tempestade para seu muito mais novo irmão Renly Baratheon. Robert mais tarde tentou explicar a Stannis que ele não queria fazer isso como um insulto, mas porque precisava de uma mão firme para controlar o território da ilha, e ele apontou o pedigree real de Pedra do Dragão como a sede tradicional do herdeiro o trono. Stannis ainda não se divertia. Com o tempo, junto com sua esposa Selyse Baratheon da Casa Florent e sua filha Shireen, Stannis Baratheon formou seu próprio ramo cadet da Casa Baratheon, "Casa Baratheon de Pedra do Dragão".

Temporada 2

No início da Guerra dos Cinco Reis, Pedra do Dragão se tornou a base principal (bem como a posse primária) de Stannis quando se declarou rei como herdeiro legítimo de seu irmão.[7]

Depois de seu assalto fracassado a Porto Real na Batalha da Água Negra, Stannis mal conseguiu se retirar de volta para Pedra do Dragão com suas poucas forças restantes. Ainda assim, Stannis permanece efetivamente nocauteado da guerra depois deste ponto, sem grandes exércitos ou navios, tornando-o mais ou menos preso em Dragonstone.[8]

Temporada 4

Stannis obtém um empréstimo provisório do Banco de Ferro de Braavos para recontratar a frota de Salladhor Saan, e usa-a para transportar a maior parte de suas forças remanescentes para o norte até a Muralha, a tempo de intervir decisivamente durante a Batalha de Castelo Negro. Enquanto Stannis retirou de Pedra do Dragão, ele espera reunir o derrotado Norte como um novo trampolim contra seus inimigos em comum, os Lannister.[9]

Image gallery

Referências

  1. História e Tradição: Pedra do Dragão
  2. As Leis de Deuses e Homens
  3. O Leão e a Rosa
  4. 4,0 4,1 4,2 História e Tradição: Pedra do Dragão
  5. História e Tradição: Rebelião de Robert
  6. Os Deuses Novos e os Velhos
  7. O Norte se Lembra
  8. Valar Morghulis
  9. Os Filhos


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.