Fandom

Wiki Game of Thrones

Homens Sem Rosto

1 390 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar

A Guilda dos Homens Sem Rosto é uma sociedade religiosa de assassinos que veneram o Deus de Muitas Faces, um deus da morte.

ReligiãoEditar

A Guilda originou-se nas vulcânicas minas escravistas de Valíria. Seu fundador acreditava que toda a população escrava de Valíria rezava para o mesmo deus da morte em muitas diferentes encarnações. A Guilda acredita que os deuses da morte de todas as religiões são facetas de um único Deus de Muitas Caras. Na Casa do Preto e Branco, seguidores usam vestes pretas e brancas e executam deveres religiosos para a comunidade, como cuidar dos mortos. A Casa possui uma fonte e alcovas com estátuas de muitos deuses da morte, incluindo o Estranho da Fé dos Sete. Alguns visitantes acendem velas para seus respectivos deuses, e então bebem da fonta usando um copo negro. A ordem religiosa reenche a fonte com um veneno, para que o ato de beber da fonte resulte em uma morte indolorosa. Isto é identificado como "o presente" do Deus de Muitas Caras.

Uma frase associada ao culto do Deus de Muitas Caras é "Valar Morghulis", traduzida do Alto Valiriano como "todos os homens devem morrer"; uma resposta para esta frase é "valar dohaeris", ou " todo os homens devem servir".

De acordo com a Guilda, o deus é presente em muitas religiões, todas com diferentes nomes. Em Qohor, ele é a Cabra Preta. Em Yi Ti, o Leão da Noite, e na Fé dos Sete, o Estranho.[1]

Funcionamento interno e assassinatosEditar

Os seguidores d'Ele de Muitas Caras consideram a morte como parte da ordem natural das coisas e um fim misericordioso para o sofrimento. Por um preço, a Guilda concorda em matar qualquer um no mundo, considerando este contrato como um sacramento de seu deus. O preço é sempre alto ou caro, mas dentro das limitações da pessoa se ela estiver disposta a fazer o sacrifício. O custo de seus serviçoes depende da importância e segurança do alvo. Quando o pequeno conselho discute a possibilidade de contratar um Homem sem Rosto para matar Daenerys Targaryen, Petyr Baelish afirma que o conselho poderia contratar um exército de mercenários por metade do preço que um Homem sem Rosto cobraria por um mercador, e que matar uma princesa seria muito mais caro.[2]

Um grupo de elite de seguidores dentro da Guilda, chamados de Homens Sem Rosto, é treinado para executar tal tarefa. Homens Sem Rosto são ocasionalmente mulheres. Raramente eles treinariam uma criança. Eles são treinados para usarem todos os seus sentidos para extirpar qualquer fraude e criarem seus disfarces, aparentemente possuindo habilidades mágicas que os permitem trocar suas aparências à vontade. Parte de seus treinamentos inclui descartarem suas verdadeiras identidades num modo niilista, pensando deles próprios como "ninguém".

Os Homens Sem Rosto reúnem-se na Casa do Preto e Branco, o "templo" do Deus de Muitas Caras, e lá eles discutem os serviços com potencial para o mês e distribuem estes contratos de assassinato através de uma mesa redonda. Eles usam uma variedade de métodos para matar seus alvos, incluindo um veneno chamado de "o estrangulador".[3] Eles também curam as faces dos mortos que vêm para morrer no santuário, pendurando-as na parede como máscaras macabras para usos em seus disfarces durante contratos. Estas, porém, são mais que máscaras; a pele original do Homem Sem Rosto é removida e a nova face é aplicada, deixando uma memória residual no Homem Sem Rosto. Deste modo, os Homens Sem Rosto usam ferramentas como parte de seus disfarces, ao contrário de pura magia, como Melisandre ou outros seguidores de R'hllor.

Arya aprende que o ato de assassinato por um Homem Sem Rosto não deve ser executado a esmo, sendo usado somente para matar o alvo pretendido. Sua fiança é para uma morte precisa, em muitos casos parecendo como um acidente, ao invés de um assassinato, propriamente.

Um Homem Sem Rosto não pode matar uma pessoa conhecida.[4]

Identidades dos Homens Sem RostoEditar

Um homem bondoso parece ter alguma posição de autoridade na Guilda, já que é ele que toma conta do treinamento de Arya. Uma criança abandonada trabalha na Casa do Preto e Branco cuidando dos venenos. Embora ela tenha 36 anos, ela tem uma aparência infantil e encolhida, provocada pela exposição a venenos. Vários outros Homens Sem Rosto são vistos por Arya na Casa do Preto e Branco. Ela os descreve como " o homem bonito," " o sujeito gordo," " o rosto severo," " o vesgo," " o fidalgo", e " o esfomeado."

Um Homem Sem Rosto se passando por um criminoso Lorathi chamado Jaqen H’ghar se tornou um recuta da Patrulha da Noite, e então se juntou aos Bravos Companheiros, antes de trocar a sua identidade. Um homem chamando a si mesmo de Alquimista envenenou Pate e provavelmente tomou seu lugar na Cidadela. Parece que estas identidades são usadas pelo mesmo Homem Sem Rosto, já que a aparência que Jaqen H'ghar assume quando deixa Arya Stark é a mesma que a do Alquimista. [5]

Referências e notasEditar

  1. O Festim dos Corvos, Capítulo 34, Gata dos Canais
  2. A Guerra dos Tronos, Capítulo 33, Eddard
  3. A Fúria dos Reis, Prólogo
  4. A Dança dos Dragões, Capítulo 64, A Garotinha Feia
  5. Compare as descrições em A Fúria dos Reis, Capítulo 47 - Arya e O Festim dos Corvos, Prólogo

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória