FANDOM


A Guerra dos Reis de Nove Moedas (conhecida, também, como a Quinta Revolução Blackfyre) foi um conflito que envolveu diversas Cidades Livres, iniciado por um grupo de homens ambiciosos conhecido como Bando dos Nove. Quando o Bando dos Nove voltou seus olhos para Westeros, o Rei Jaehaerys II Targaryen enviou um exército para impedi-los.

Antecedentes

No fim do reinado do Rei Aegon V Targaryen, os Blackfyre retornaram para atormentar os Sete Reinos. Em 258, notícias que chegaram em Porto Real de que o auto-proclamado Bando dos Nove, um grupo de homens ambiciosos de Essos, se juntara sob a Árvore das Coroas onde fizeram uma aliança profana e juraram ajuda mútua. Entre eles estava Maelys Blackfyre, o último descendente masculino do Dragão Negro.

Alguns anos antes, Maelys conseguira o comando da Companhia Dourada ao matar seu primo, Daemon, e estava determinado a reivindicar o seu direito ao Trono de Ferro como o último Blackfyre. Quando soube desses eventos, o Príncipe Duncan Targaryen comentou que "as coroas estão sendo vendidas por moedas", o que fez com que o Bando dos Nove se tornasse conhecido em Westeros como Reis de Nove Moedas.

O Rei Aegon V não deu muita atenção a essa ameaça no início porque acreditava que o Bando dos Nove seria contido por alguma aliança das Cidades Livres. Contudo, isso não ocorreu e os Blackfyre se prepararam para invadir Westeros.

A Guerra

Quando Jaehaerys II Targaryen assumiu o trono após a morte de seu pai, o Rei Aegon V, em Solarestival em 259, a ameaça Blackfyre era imediata, de modo que ele logo teve de mergulhar o reino em guerra. O Bando dos Nove obtivera suas primeiras vitórias e conquistara as Terras Disputadas, se apossando da Cidade Livre de Tyrosh e colocando Alequo Adarys, o Língua de Prata, como seu governante. Depois eles conquistaram os Degraus, pretendendo utilizar as ilhas como base para atacar Westeros.

Jaehaerys II enviou um exército para varrer o inimigo dos Degraus antes que a ameaça se tornasse maior. Ele pretendia comandar as forças pessoalmente, mas sua Mão do Rei, Lorde Ormund Baratheon, o convenceu do contrário, de modo que o comando do exército real coube a ele. Quando o exército Targaryen, reforçado por uma frota de cem navios enviados por Lorde Quellon Greyjoy das Ilhas de Ferro, alcançou os Degraus em 260, a luta se intensificou.

Lorde Ormund foi uma das primeiras vítimas na guerra, morrendo nos braços de seu filho, Sor Steffon Baratheon, após um golpe de Maelys Blackfyre. O comando passou para Sor Gerold Hightower da Guarda Real. Essa foi a última guerra antes da dos Cinco Reis em que todos os Protetores foram convocados. Alguns cavaleiros se distinguiram em batalha, incluindo Brynden Tully, Steffon Baratheon, Tywin Lannister e Aerys Targaryen. Contudo, o que mais se destacou foi Sor Barristan Selmy que abriu um caminho sangrento entre as fileiras da Companhia Dourada e abateu Maelys num combate singular, acabando com a ameaça Blackfyre aos Sete Reinos.

Desfecho

Foram necessários mais seis anos até que os últimos focos de resistência do Bando dos Nove em Essos fossem derrotados. Alequo Adarys foi envenenado por sua rainha e o Arconte de Tyrosh retornou ao poder.

Tywin Lannister retornou endurecido da guerra, e ele logo tratou de restaurar a supremacia da Casa Lannister nas Terras Ocidentais, o que causaria a Rebelião Reyne-Tarbeck de 261.

Os Blackfyre acabaram extintos em sua linha masculina por Barristan Selmy, que foi nomeado para a Guarda Real.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória