FANDOM


"Ganha-se ou Morre" é o sétimo episódio da primeira temporada de Game of Thrones. É o sétimo episódio da série ao todo. Estreou em 29 de maio de 2011. Foi escrito por David Benioff e D.B. Weiss, e dirigido por Daniel Minahan.

Resumo

No Acampamento Lannister

Lorde Tywin Lannister conversa com seu filho Jaime enquanto ele tira a pele de um veado, o animal símbolo da Casa Baratheon. Enquanto Tywin critica Jaime por ter causado os recentes problemas com os Stark, ele ao mesmo tempo acredita que essa guerra é a oportunidade perfeita para que os Lannister iniciem uma dinastia como novos governantes dos Sete Reinos. Tywin entrega metade das suas forças para Jaime atacar Correrrio, a sede da Casa Tully e local de nascimento de Catelyn, como forma de retaliação pela prisão de Tyrion.

Em Winterfell

A selvagem capturada Osha, agora uma serva dos Stark, é assediada por Theon Greyjoy, que diz que ela teria um destino muito pior se tivesse sido capturada em sua terra natal, as Ilhas de Ferro. Quando o Maester Luwin pede que Theon deixe a mulher em paz depois de testemunhar seus avanços sexuais, ele pergunta para Osha porque os selvagens estavam viajando ao Sul da Muralha. Ela revela que eles estavam fugindo dos Caminhantes Brancos, que aparentemente retornaram depois de milênios de ausência. Osha ainda declara que todos os exércitos dos Sete Reinos deveriam marchar para o Norte para enfrentar essa ameaça.

Na Muralha

O cavalo de Benjen Stark retorna do Norte da Muralha sem seu cavaleiro, o que deixa seu sobrinho Jon Snow muito preocupado. Mais tarde, Jon fica desapontado quando é indicado para ser escudeiro do Lorde Comandante e não um ranger como seu tio. Jon suspeita que a culpa é de Ser Allison Thorne, que se vingou por ter sido desafiado. Porém, Sam acredita que essa indicação pode ser um sinal de que Jon será preparado para ser comandante. Enquanto Jon e Sam fazem seu juramento perto de uma árvore, o lobo gigante de Jon surge carregando uma mão decepada.

Em Vaes Dothrak

Daenerys Targaryen tenta convencer Khal Drogo a retornar para sua terra natal e recuperar o trono dos Sete Reinos, mas ele não está interessado. Quando Daenerys e seus companheiros visitam um mercado, Ser Jorah Mormont recebe o perdão para retornar aos Sete Reinos de um informante de Lorde Varys. Jorah percebe que isso significa que a ordem para assassinar Daenerys foi oficialmente enviada e corre para salvá-la de um mercador de vinhos que tentava envenená-la. Drogo fica furioso com a tentativa de assassinato contra sua mulher e promete que vai liderar seu povo na travessia do Mar Estreito para invadir os Sete Reinos como vingança e entregar o Trono de Ferro para seu filho que vai nascer.

Em Porto Real

Eddard confronta a Rainha Cersei e revela que sabe que o Príncipe Joffrey e seus irmãos não são filhos do Rei Robert, mas frutos de incesto com seu irmão Jaime. Cersei defende sua relação com Jaime ao citar o antigo costume dos Targaryen de se casar entre irmãos. Ela diz que tentou amar Robert, mas ele se recusou a amá-la porque sempre esteve apaixonado por Lyanna, a irmã já falecida de Eddard. Ele demonstra piedade e diz para Cersei abandonar a capital com seus filhos antes que ele conte a verdade para Robert. Inesperadamente, Lorde Renly Baratheon chega para informar que Robert foi mortalmente ferido por um javali durante uma caçada. Em seu leito de morte, Robert dita seu testamento para Eddard e aponta o amigo como Lorde Regente e Protetor do Reino até que Joffrey tenha idade para ser Rei. Eddard escreve as palavras de Robert, mas em vez de usar “Joffrey”, ele escreve “meu legítimo herdeiro”, o que torna a sucessão ambígua. Robert assina o testamento sem ler essa mudança e pede que Eddard faça de Joffrey um homem melhor. Robert também reconhece que estava errado ao ordenar o assassinato de Daenerys Targaryen e pede que Eddard deixe ela viver. Com medo que Cersei e os Lannister usem esse momento como uma vantagem, Renly tenta convencer Eddard a unir um exército e aplicar um golpe de estado, mas a proposta é negada. Eddard quer garantir que a coroa seja passada para o herdeiro legítimo: Stannis Baratheon, irmão de Robert e Renly. Eddard escreve uma carta explicando a situação e envia para Pedra do Dragão, a fortaleza de Stannis. Eddard também revela para Petyr “Mindinho” Baelish a verdade sobre a origem de Joffrey. Mindinho sugere deixar que Joffrey e os Lannister assumam o trono e se o novo Rei mostrar não ser um bom governante então eles poderão usar a verdade para derrubá-lo e colocar Renly no lugar. Eddard recusa essa traição e pede que Mindinho consiga o apoio da Patrulha da Cidade para derrotar os homens de Cersei caso ela tente tomar o trono.

Quando Robert morre, Renly abandona a capital e Joffrey ordena que sua coroação seja imediata. Quando Eddard e seus aliados entram na sala do trono, ele entrega o testamento de Robert para que Ser Barristan Selmy leia em voz alta. Cersei se recusa a seguir a vontade de Robert, rasga o testamento e ordena que Barristan prenda Eddard. Ao mesmo tempo, Eddard ordena que seus homens prendam Cersei e Joffrey. Quando os dois lados se preparam para lutar, a Patrulha da Cidade mata os homens de Stark e Mindinho segura Eddard com uma faca em seu pescoço. Mindinho diz que Eddard deveria ter ouvido o conselho de nunca confiar nele.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória