Fandom

Wiki Game of Thrones

Fé Militante

1 390 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar
"Um exército que defende os corpos e almas das pessoas comuns."
―O Alto Pardal sobre a Fé Militante

A Fé Militante foi o braço armado da Fé dos Sete, subordinado ao Alto Septão. Era composto por duas ordens militares, os Filhos do Guerreiro e os Pobres Companheiros, conhecidos como "Espadas" e "Estrelas" como seus respectivos símbolos, sendo que muitas pessoas chamavam os militantes de "Espadas E Estrelas".[1][2]

HistóriaEditar

Warrior's Sons.svg.png

Emblema dos Filhos do Guerreiro.

Os Filhos do Guerreiro eram Cavaleiros que renunciaram seus títulos, terras, ouro e possessões para lutar pelos Sete, juramentando suas espadas ao Alto Septão. Eles desenvolveram uma reputação de fanatismo e implacável ódio pelos inimigos da Fé.

Pobres Companheiros.png

Emblema dos Pobres Companheiros.

Os Pobres Companheiros eram mais humildades, compostos por homens e mulheres comuns de baixo nascimento. Eles eram o oposto dos Irmãos mendicantes, caminhando pelo reino e escoltando peregrinos entre os septos. Os Pobres Companheiros andavam armados, com normalmente espadas, machados ou equipamentos baratos.

A Fé Militante apoiou a Casa Teague quando estes tentaram reprimir a adoração aos deuses antigos pela Casa Blackwood. As casas Tully e Vance apoiaram os Blackwoods, contudo, e o resultado deste conflito terminou com as Terras Fluviais passando para as mãos dos Reis da Tempestade da Casa Durrandon.[3]

Alguns anos após a Casa Targaryen ter assumido o controle de Westeros, a Fé Militante se ergueu em revolta contra o Trono de Ferro, que na época era ocupada pelo rei Aenys I Targaryen.[4] Aenys foi sucedido por Maegor, o Cruel, que sufocou a revolta e colocou recompensas na cabeça dos membros da Fé Militante e dos senhores que os apoiavam.[1] Nem mesmo a morte do Alto Septão e com seu sucessor sendo mais passivo, membros da Fé Militante continuaram determinados.[2]

Após a morte do rei Maegor, seu sucessor, Jaehaerys I Targaryen, dito O Conciliador, ofereceu anistia aos rebeldes em troca do desmantelamento da Fé Miliante.[5]

Temporada 5 Editar

A Fé Militante é restabelecida durante o reinado do Rei Tommen I Baratheon pela ordem da Rainha Mãe, Cersei Lannister, que busca o apoio do Alto Pardal e da Fé dos Sete em sua luta pelo poder contra a Casa Tyrell. Sua finalidade é ostensivamente para proteger os fiéis e do clero de ataques e abusos, mas eles rapidamente começam a impor seus pontos de vista puritanos sobre Porto Real. Formado a partir das fileiras do mais devotado entre os pardais, a Fé Militante realiza ataques em comerciantes que vendem ídolos de outras religiões, vendedores de bebidas, bares e bordéis, incluindo aqueles de propriedade do Lorde Petyr Baelish, e eles restringem o acesso ao Grande Septo de Baelor, impedindo até mesmo o Rei Tommen de entrar. A Fé Militante também realizam ataques contra homossexuais conhecidos, assediando um nobre encontrado na cama com um prostituto e prendendo Sor Loras Tyrell, irmão da Rainha Margaery Tyrell, por sugestão da rainha Cersei.[6] Durante o inquérito sobre as acusações de sodomia e blasfêmia contra o cavaleiro, Margaery Tyrell oferece falso testemunho, que é desmascarado por uma testemunha secreta trazida pela Rainha Cersei e Lorde Baelish: Olyvar, que teve um relacionamento com Sor Loras. O testemunho de Olyvar convence o Alto Septão a levar Loras a um julgamento completo, e também a prender Margaery por perjúrio e blasfêmia.[7]

Ironicamente, a própria Cersei é então presa pela Fé: secretamente empurrado por Lady Olenna Tyrell e Lorde Baelish, Lancel, o primo e ex-amante de Cersei, e agora um membro da Fé Militante, confessa seu caso de adultério com o Alto Pardal, bem como o relacionamento da rainha com seu irmão, Sor Jaime Lannister, e próprio envolvimento de Lancel e de Cersei no assassinato do rei Robert Baratheon[8] Depois de ser mantido por vários dias, Cersei, eventualmente, confessa o adultério com Lancel, a fim de voltar para seu filho Rei Tommen, embora ela ainda negue o incesto com Jaime e o assassinato do Rei Robert. O Alto Pardal concorda em deixá-la ir até o julgamento que irá apurar a verdade do regicídio e incesto, mas primeiro ela deve executar uma caminhada de expiação. Como Cersei realiza sua caminhada, nua e envergonhada pelas ruas de Porto Real, ela é escoltada por seis membros da Fé Militante para protegê-la das multidões hostis.[9]

Temporada 6 Editar

O momento da caminhada de expiação da Rainha Margaery Tyrell está prestes a começar, quando tropas da Casa Tyrell lideradas pelos Mace Tyrell intervém para evitar a humilhação pública. A força é liderada por Jaime Lannister, que cavalga até a escada do Grande Septo para enfrentar Alto Pardal pessoalmente. Ele exige que Margaery e Loras sejam libertados, ameaçando destruir a Fé Militante se eles não obedecerem. O Alto Pardal supera Jaime e os Tyrell cancelando a caminhada da expiação, e em vez anuncia uma nova aliança entre a fé e a coroa. Para o choque de todos, o Rei Tommen emerge do Grande Septo acompanhado por seus próprios guardas. Olenna Tyrell amargamente observa que o Alto Pardal os superou.[10]

Algum tempo depois, os membros da Fé Militante, liderados pelo irmão Lancel vão para a Fortaleza Vermelha exigir que Cersei vá com eles como o Alto Pardal solicita a sua presença no Septo de Baelor. Cersei recusa sua petição enquanto recorda que o Alto Pardal prometeu deixá-la permanecer no Red Keep até o dia de seu julgamento. Tal promessa é rejeitado pelo irmão Lancel que diz aos membros da Fé Militante para levá-la à força, apenas para ser parado por seu guarda, Sor Gregor Clegane que rasga a cabeça de um dos irmãos da Fé Militante, forçando o irmão Lancel e sair.

Mais tarde, o Rei Tommen decretou que julgamento por combate estava proibido nos Sete Reinos e sua mãe Cersei e Sor Loras Tyrell enfrentariam julgamento no Septo de Baelor, no primeiro dia do festival da mãe.[11]

Durante o dia do julgamento no Septo, Sor Loras confessou seus crimes aos sete septons nomeados como juízes, incluindo o Alto Pardal, e em troca de misericórdia, ele renunciará a seu senhorio e nome e ele vai dedicar a sua vida para servir a fé. Depois de aceitar sua confissão, o Alto Pardal ordenou que alguns pardais membros da Fé Militante esculpissem a estrela de sete pontas na testa de Loras e se preparassem para iniciar o julgamento da Rainha Cersei.

Depois de perceber que Cersei não estava presente no Septo, o irmão Lancel informa o Alto Pardal sobre isso, e ele é obrigado a ir buscá-la. Uma vez que ele está deixando o Septo para ir para a Fortaleza, irmão Lancel é atraído por Arthur, um menino trabalhando para Qyburn e ele terminou abaixo do Septo ao tentar pegar o menino. Então, ele é esfaqueado na coluna vertebral e descobre um esconderijo de um fogovivo prestes a ser acendido com velas.

Dentro do Septo, a rainha Margaery exige que o Alto Oardal deixe que ela e sua família saim, mas o pardal alto recusa. Então ela percebe as ausências de Cersei e Rei Tommen ausências e percebe que esta é uma espécie de armadilha, e eles devem fugir do Septo imediatamente, mas a Fé Militante está impedindo-os de sair.

Sob o Septo, o irmão Lancel luta para impedir que o fogovivo de seja acendido , mas ele não pode chegar a tempo, o Septo, em seguida, explode, matando todos dentro e até mesmo alguns fora dele.[12]

CitaçõesEditar

"A Fé Miliante renascida... essa seria a resposta para trezentos anos de preces, Vossa Graça. O Guerreiro levantaria sua brilhante espada novamente e limparia o reino de todo o mal. Se Sua Graça me permitisse restaurar a antiga Ordem da Espada e da Estrela, cada homem de fé nos Sete Reinos reconheceriam o rei como o seu senhor de fato."
Alto Septão para Cersei Lannister[13]


ReferênciasEditar

  1. 1,0 1,1 O Festim dos Corvos, Capítulo 33, Jaime.
  2. 2,0 2,1 O Mundo de Gelo e Fogo, The Targaryen Kings: Maegor I.
  3. O Mundo de Gelo e Fogo, The Riverlands.
  4. O Mundo de Gelo e Fogo, The Targaryen Kings: Aenys I.
  5. O Mundo de Gelo e Fogo, The Targaryen Kings: Jaehaerys I.
  6. Sons of the Harpy (episode)
  7. Insubmissos, Não Curvados, Não Quebrados
  8. O Presente (episódio)
  9. Misericórdia da Mãe
  10. Sangue do Meu Sangue
  11. Ninguém
  12. Os Ventos do Inverno
  13. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas OFC2


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória