Fandom

Wiki Game of Thrones

Deus de Muitas Faces

1 388 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar


"'Apenas existe um deus; e seu nome é Morte. E apenas tem uma coisa para se dizer para a Morte: 'Hoje não'.'"
Syrio Forel[1]

O Deus de Muitas Faces (alternativamente conhecido como o Deus da Morte) é uma divindade adorada pelo culto misterioso de assassinos conhecidos como os Homens Sem Rosto, que estão sediadas na Cidade Livre de Bravos e eles acreditam que através de seus assassinatos eles o servem.

Crenças Editar

Os homens sem rosto adoram a morte, que eles acreditam ser o único deus. O culto é na verdade uma religião sincrética: seus seguidores acreditam que a morte é adorada sem saber por devotos de todas as religiões do mundo, simplesmente sob diferentes nomes. Toda religião tem um deus de morte (em fé politeísta), ou tem um deus com domínio sobre a morte (em religiões monoteístas). Os Homens sem Rosto acreditam que todos esses deuses são simplesmente aspectos diferentes, ou "Faces", através dos quais a Morte se revelou à humanidade - daí eles se referem formalmente à sua divindade como "o Deus de Muitas Faces".[2]

Não há um único símbolo do Deus de Muitas Faces, simplesmente os ícones usados ​​para representar os deuses da morte em outras religiões. O templo dos Homens Sem Rosto em Braaves, conhecido como a Casa do Preto e Branco (devido à cor de suas portas), contém um grande santuário público com estátuas de deuses de morte de todas as outras religiões exibidas igualmente:

Ícones de religiões e cultos menores também são homenageados na Casa de Preto e Branco, incluindo o Caminhante com Capuz, Bakkalon a Criança Pálida, a Donzela Pálida o Rei Bacalhau e muitos outros.[3]

Os Homens Sem Rosto veem a morte como um dom do Deus de muitas faces para acabar com o sofrimento humano: ou para sacrificar os doentes ou os enlutados que não podem mais suportar o sofrimento da vida ou como um "dom" para acabar com a vida daqueles que estão Causando sofrimento a outros. Como resultado, esses assassinos vêem-se como servos da morte, estritamente ligados ao Seu serviço. Em suas crenças às vezes inescrutáveis, eles sentem que estão apenas ajudando a realizar a vontade da Morte, e não podem escolher seus próprios alvos (por razões pessoais, como a vingança): eles só podem atingir aqueles que a morte selecionou - os alvos do assassinato Contratos que aceitaram. Os Homens Sem Rosto praticam a auto-abnegação extrema, cada devoto acreditando que eles não são "ninguém", sem desejos pessoais e vivendo apenas para servir ao Deus de Muitas Coisas.[2].[3] Os Homens Sem Rosto também costumam citar as frases valerianas "Valar Morghulis" ("todos os homens devem morrer [mais cedo ou mais tarde]") e "Valar Dohaeris" ("todos os homens devem servir")[4]

Os Homens Sem Rosto não têm orações conhecidas ou serviços de adoração - apenas suas ações, cometer assassinatos. Seu único "clero" são os Homens Sem Rosto, acima dos acólitos de nível inferior e dos noviços que servem no templo. A Casa Preto e do Branco também está aberta a todos os que estão com dor e buscam a morte: eles recebem um copo de água de uma cisterna envenenada, o que lhes dá uma morte suave e indolor. Em troca, os Homens sem rosto recolhem seus cadáveres para usar seus rostos como disfarces.[5]

Referências Editar

  1. Dito ou acontecido em Uma Coroa de Ouro
  2. 2,0 2,1 2,2 Alto Pardal (episódio)
  3. 3,0 3,1 O Deus de Muitas Faces
  4. Valar Morghulis (episódio)
  5. Insubmissos, Não Curvados, Não Quebrados

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória