FANDOM


{


"Cumpridora de Promessas" é o quarto episódio da quarta temporada de Game of Thrones. É o trigésimo quarto episódio da série ao todo. Estreou em 27 de abril de 2014. Foi escrito por Bryan Cogman e dirigido por Michelle MacLaren.

Sinopse

Dany equilibra justiça e piedade. Jaime encarrega Brienne com sua honra. Jon consegue voluntários, enquanto Bran, Jojen, Meera e Hodor encontram um abrigo.

Enredo

Em Porto Real

Jaime Lannister continua seu treinamento de espada com Bronn e visita seu irmão aprisionado Tyrion. Tyrion nega ser responsável pela morte de Joffrey Baratheon, mas diz que Cersei Lannister não vai descansar até que ele esteja morto. Jaime diz que Cersei também quer recapturar Sansa Stark, mas Tyrion acredita que a garota também seja inocente.

Quando Lady Olenna Tyrell se prepara para partir para Jardim de Cima, ela encoraja Margaery Tyrell a se aproximar do irmão e sucessor de Joffrey, Tommen, antes que Cersei vire o menino contra ela. Olenna também indica que teve participação na morte de Joffrey para proteger Margaery da crueldade dele. Naquela noite, uma furiosa Cersei questiona a lealdade de Jaime e não está disposta a ouvir sobre a inocência de Tyrion. Margaery entra no quarto de Tommen para falar com ele sobre seu casamento e o rapaz parece encantado com o charme dela.


Mais tarde, Jaime pede que Brienne de Tarth encontre e proteja Sansa. Ele entrega uma nova armadura para Brienne e também sua espada de aço valiriano que ela batiza como “Cumpridora de Promessas”. Podrick Payne se junta a Brienne para ser escudeiro dela.

No mar

No caminho para o Ninho da Águia, Lorde Petyr “Mindinho” Baelish diz para Sansa que planeja se casar com a tia dela, Lysa Arryn. Ele fala sobre ter poderosos aliados         e diz que a morte de Joffrey foi um presente para que essa amizade se torne mais forte. Baelish também comenta que não tinha motivos aparentes para matar Joffrey, o que faz com que ele não seja um dos suspeitos. Mindinho ainda informa Sansa de que uma pedra perdida de seu colar continha o veneno usado para o assassinato.

Na Muralha

Em Castelo Negro, Ser Alliser Thorne ordena que Jon Snow pare de treinar outros homens e lembra que ele é oficialmente um ajudante. Janos Slynt aconselha Thorne a enviar o agora popular Jon em uma expedição para matar os rebeldes na Fortaleza de Craster na esperança de que ele seja morto antes que possa ser eleito como novo Lorde Comandante. Jon se voluntaria para a missão, assim como seus amigos Grenn, Edd, o novo recruta Locke e outros.

Em Meereen

Enquanto o exército de Daenerys Targaryen acampa perto de Meereen, sua conselheira Misandei ensina para Verme Cinzento a Língua Comum, o idioma de Westeros. Naquela noite, Verme Cinzento e outros Imaculados se infiltram em Meereen, armam os escravos e iniciam uma rebelião de escravos que deixa Daenerys no controle da cidade ao nascer do dia. Mesmo com Ser Barristan Selmy aconselhando Daenerys a mostrar clemência, ela ordena que os 163 mestres remanescentes sejam crucificados como justiça pelas crianças escravas mortas na estrada para Meereen.

Além da Muralha

Na Fortaleza de Craster, os rebeldes liderados por Karl Tanner estão estuprando, comendo e bebendo o quanto podem. Karl ordena que seu capanga Rast se livre do último filho de Craster depois que as esposas dele pedem que o garoto seja “entregue para os deuses”. Karl percebe que a criança será levada pelos Caminhantes Brancos e que era assim que Craster se mantinha protegido. Ele acredita que se o acordo for mantido, ele também continuará protegido. Rast concorda e abandona a criança em um bosque. Perto dali, Bran Stark e seus companheiros ouvem a criança chorar. Eles são capturados pelos rebeldes e Bran é forçado a revelar sua identidade.

Mais tarde, um Caminhante Branco resgata o filho de Craster. A criatura viaja até a fortaleza dos Caminhantes Brancos nas Terras de Sempre Inverno e coloca a criança em um altar feito de gelo. O líder dos Caminhantes Brancos, o Rei da Noite, se aproxima e pega a criança no colo para transformá-lo em um Caminhante Branco.