FANDOM


Batalha de Castelo Negro by Giliberti

A Batalha de Castelo Negro ocorreu na Muralha durante a Guerra dos Cinco Reis. Foi travada entre a enorme hoste do Rei-Para-Lá-da-Muralha, Mance Rayder, e a Patrulha da Noite, cuja guarnição de Castelo Negro era comandada pelo ferreiro Donal Noye.

Prelúdio

Após o Desastre do Punho dos Primeiros Homens, Mance Rayder estava confiante, já que sabia que a maior parte da força guerreira da Patrulha da Noite havia sido destruída por seu outro inimigo, os Outros. Assim, ele comandou a enorme hoste de selvagens e gigantes em sua descida das Presas de Gelo.

Para atravessar a Muralha, Mance precisava passar pelo portão em Castelo Negro. Assim, para desviar a atenção das guarnições em Castelo Negro e na Torre Sombria, ele enviou grupos de ataque para o oeste, o que permitiria que um grupo de assalto escalasse a Muralha e atacasse Castelo Negro pelo sul, tomando controle do portão. O Senhor Intendente Bowen Marsh, que tinha comando em Castelo Negro, mordeu a isca e partiu para o oeste, deixando na defesa do castelo apenas os fracos, doentes e velhos, sob o comando de Donal Noye.

O ataque vindo do sul

O Magnar de Thenn, Styr, encabeçando duzentos de seus homens, junto com o grupo de Jarl, escalou a Muralha com a finalidade de atacar Castelo Negro pelo sul. Após a escalada, enquanto eles atravessavam a Dádiva, Jon Snow conseguiu fugir e chegou à Castelo Negro, avisando Donal Noye do ataque que viria. Donal, então, organizou a defesa, baseando-a principalmente em arqueiros nas torres e em uma linha de guerreiros na escada de madeira da face sul da Muralha.

A batalha começou na alvorada com a chegada dos invasores selvagens e thenn. Os arqueiros infligiram pesadas baixas aos selvagens, mas a batalha foi decidida na escada. Em maior número, os selvagens empurraram os defensores da Patrulha para trás, subindo escada acima. Nessa hora, foi usada uma armadilha desesperada: a escada, que havia sido embebida em óleo, foi incendiada, o que resultou na sua destruição e na morte de Styr e da maioria de seus homens.[1]

O grupo de assalto havia sido derrotado, mas a gigantesca hoste de selvagens de Mance estava prestes a atacar pelo norte, e a Patrulha perdera a escada, uma importante estrutura que permitia levar mantimentos e homens para o topo da Muralha.

O ataque vindo do norte

Ao saber que seu grupo de assalto havia sido derrotado e que o plano falhara, Mance decidiu atacar a Muralha, organizando seu exército além da linha das árvores. Após um pequeno ataque de sondagem durante a noite, houveram ataques mais pesados de manhã, estes liderados por gigantes montados em mamutes. Um deles, o poderoso Mag, conseguiu romper as defesas e entrou no túnel embaixo da Muralha, rompendo as portas. Donal Noye e vários outros patrulheiros defenderam os túneis com lanças e flechas incendiárias. Apesar de terem conseguido eliminar todos os atacantes, incluindo Mag, os defensores acabaram sendo mortos, incluindo Noye, cujo corpo foi encontrado esmagado por Mag, embora sua espada estivesse no pescoço do gigante.[2]

Com Noye morto, o comando acabou sendo dado a Jon Snow a pedido de Meistre Aemon. Nos dias seguintes, Jon conteve os ataques de Mance com catapultas, arqueiros, flechas incendiárias, óleo fervente e barris cheios de pedras e gelo, estes utilizados para destruir as tartarugas e aríetes de Mance.

Sor Alliser Thorne e Lorde Janos Slynt, conhecidos simpatizantes da Casa Lannister e inimigos do pai de Jon, chegaram à Castelo Negro com reforços de Atalaialeste. Eles levaram Jon sob custódia, acusando-o de desertor. Como testemunha de acusação havia Camisa de Chocalho, um líder selvagem que havia sido capturado no leste. Ou por não acreditar em Jon ou por não se preocuparem com as ordens de Qhorin Meia-Mão, Slynt e Thorne mandaram prender Jon numa das celas de gelo.[3] Jon foi salvo por Meistre Aemon, que enviou uma mensagem a Cotter Pyke em busca de apoio contra a injustiça de Thorne e Slynt.

Decididos a eliminar dois de seus problemas com um único golpe, Slynt e Thorne ordenaram a Jon que fosse ao acampamento selvagem para parlamentar com Mance Rayder. Sua missão seria matá-lo, o que também culminaria em sua morte. Se não o fizesse, seria executado como desertor.

A chegada de Stannis Baratheon

Enquanto isso, Stannis Baratheon desembarcara em Atalaialeste com mil soldados montados. Guiados por Cotter Pyke, eles utilizaram os caminhos dos patrulheiros e atacaram a hoste de Mance pelo flanco.

Os batedores de Mance o avisaram que patrulheiros estavam se aproximando e, quando eles saíram dos bosques, foram atacados pelos selvagens. Mas os patrulheiros eram apenas uma isca utilizada para atrair os selvagens. Quando o estratagema deu certo, trombetas soaram e todas as pesadas colunas de cavalaria de Stannis atacaram.

  • Um se chocou com o grupo de Harma Cabeça de Cão, que não teve tempo de se reagrupar após perseguir os patrulheiros.
  • O segundo se chocou com o flanco dos lanceiros de Tormund.
  • O terceiro foi rechaçado pelos gigantes em seus mamutes, mas os outros dois, que venciam os selvagens, se fechavam em torno deles num movimento de pinça.

No lado oriental dos acampamentos, arqueiros soltaram flechas flamejantes nas barracas dos selvagens.[4]

A hoste selvagem de Mance finalmente se quebrou e fugiu. Na batalha que se seguiu, Harma Cabeça de Cão foi morta e suas forças capturadas ou mortas. Mance foi capturado e a maioria de seus tenentes acabou morta ou capturada, com exceção de Tormund Terror dos Gigantes e Varamyr Seis-Peles.[4]

Desfecho

Apesar de sua ajuda, o Rei Stannis deixou a Patrulha numa posição difícil, sendo quase impossível que mantivessem sua neutralidade política. O Lorde Comandante Jeor Mormont havia morrido, o que abria a necessidade para uma eleição que elegesse o seu sucessor. Como os mais cotados, estavam Cotter Pyke e Denys Mallister, além de Lorde Janos Slynt, que era apoiado por Porto Real. Após algumas votações inconclusivas, o nome de Jon Snow foi sugerido, originando um compromisso que tanto Mallister quanto Pyke poderiam concordar, já que ambos eram contra a vitória de Slynt. As manobras de Samwell Tarly, aliadas a eventos afortunados, resultaram na vitória de Jon, que se tornou o 998° Lorde Comandante da Patrulha da Noite.[5]

Referências

  1. A Tormenta de Espadas, Capítulo 55, Jon
  2. A Tormenta de Espadas, Capítulo 64, Jon
  3. A Tormenta de Espadas, Capítulo 69, Jon
  4. 4,0 4,1 A Tormenta de Espadas, Capítulo 73, Jon
  5. A Tormenta de Espadas, Capítulo 79, Jon
Conflito Para Lá da Muralha
Grande Patrulha | Punho dos Primeiros Homens | Fortaleza de Craster (I) | Fortaleza de Craster (II) | Vila Toupeira | Castelo Negro (I) | Durolar | Castelo Negro (I) | Caverna do Corvo de Três Olhos


Predefinição:Guerra dos Cinco Reis

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.