FANDOM


House-Greyjoy-Main-Shield
House-Greyjoy-Main-Shield
"Nenhum homem me dá uma coroa. Eu pago o preço do ferro. Vou pegar minha coroa"
―Balon Greyjoy

Rei Balon Greyjoy é um personagem recorrente na segunda e terceira temporadas. Ele é interpretado por ator convidado Patrick Malahide e estréia em "The Night Lands". Balon Greyjoy é o Senhor da ceifeira de Pyke eo chefe da Casa Greyjoy. Ele é o pai de Theon Greyjoy e Yara

Biografia

Antecedentes

No passado, os Homens de Ferro costumavam atacar seus vizinhos. Eles atacavam, matavam quem resistisse, tomando servos e esposas de sal e deixando antes que algum exército pudesse ser reunido. Um homem de ferro tem orgulho em não pagar por uma joia, mas tomá-la daqueles fracos demais para segurá-la. ("Pagando o preço de Ferro") Eles já governaram grande parte de Westeros, incluindo as Terras Fluviais, a Ilha dos Ursos e a Árvore. Após a Guerra da Conquista, eles perderam sua independência e não foram permitidos ter outros territórios no Reino. Balon, como muitos nascidos do ferro, desejava retornar a esses costumes, o que ele considerava uma melhor maneira para os nascidos de ferro.

Balon e seus irmãos, Euron e Victarion, queriam participar da revolta contra os Targaryen (a Rebelião de Robert) para conseguir algum espólio, mas seu pai, o lorde Quellon Greyjoy exitou. Quando ele finalmente aceitou entrar na guerra em favor de Robert Baratheon, já era tarde. Após uma curta batalha naval contra a frota lealista da Campina, Quellon foi morto e, sem prospectos de saques, Balon decidiu retornar para casa para reivindicar sua posição como novo Senhor de Pyke.

Uma vez no poder em Pyke, ele começou a reinstituir os costumes antigos. Ele passou então os próximos cinco anos reconstruindo a frota de ferro. Imaginando que o governo do novo rei, Robert I Baratheon, ainda estava fraco e desunido, Balon se coroou Rei das Ilhas de Ferro e declarou a independência do seu povo, iniciando sua rebelião, em 289 d.C..

Balon kneels

Balon se ajoelha a Robert Baratheon e Eddard Stark depois de sua rebelião fracassada.

Sob as ordens de Balon, os nascidos do ferro começaram sua expansão. Eles ganharam rapidamente algum sucesso quando eles atacaram Lannisporto e destruíram a frota Lannister, mas o triunfo não durou tanto tempo. O revés começou quando seu filho mais velho, Rodrik, morreu nas muralhas de Guardamar e suas tropas e frota foram destruídas. Robert Baratheon acabou reagindo mais rápido que Balon havia antecipado. As forças do Trono de Ferro contra-atacaram, destruindo a frota de ferro na Batalha da Ilha Bela, e depois desembarcando nas Ilhas. Os Greyjoys lutaram ferozmente, mas não tinham como reagir diante da desvantagem numérica e logística. O segundo filho de Balon, Maron, morreria defendendo Pyke. Quando o castelo caiu, Balon Greyjoy foi forçado a aceitar a derrota e ajoelhar-se, rejurando lealdade aos Baratheon, permitindo que Theon, seu único filho sobrevivente, fosse levado como refém por Eddard Stark.

Em 297 d.C., o irmão de Balon, Euron, seduziu a mulher de outro irmão seu, Victarion. Para prevenção do derramamento de sangue entre irmãos, Balon enviou Euron ao exílio e jurou que o mataria caso ele retornasse. Para manter sua honra, Victarion matou sua mulher.

Na Série

2ª Temporada

202 TNL

Balon rejeita o pacto de Robb

Theon retorna às Ilhas de Ferro, na esperança de ser recebido com honras. Theon encontra Balon esperando sozinho em seus aposentos. Ele cumprimenta-lo como "pai" e Balon comenta sobre sua ausência de nove anos, dizendo que os Starks tomaram um menino assustado e se pergunta o que eles deixaram para trás. Theon diz que ele é um homem e herdeiro de Balon. Balon diz que eles vão ver e observa que Eddard teve Theon por mais tempo do que ele. Theon responde que Eddard se foi e Balon pergunta como Theon se sente sobre a morte de Eddard. Theon diz que "o que está feito está feito" e mostra a Balon a proposta da Robb. Balon o interrompe para perguntar quem lhe deu suas roupas, perguntando se Eddard o vestia como uma filha. Theon está perplexo e se oferece para trocar de roupa. Balon observa o fecho de ouro do manto de Theon e lembra Theon do costume do Ferro Preço, dizendo que Theon deve usar apenas o que ele tomou de inimigos mortos. Ele pergunta se Theon pagou o preço do ferro para o fecho e quando Theon admite que ele não fez, Balon o rasga de seu pescoço. Ele diz que ele não vai ter seu filho vestido como uma prostituta e joga o fecho para o fogo.

Balon diz que a aparição de Theon é prova de seu medo de que o Starks fariam de Theon um deles. Theon insiste que seu sangue é o sal e ferro, e Balon contrapõe dizendo que Robb o enviou como um corvo treinado com uma mensagem. Theon afirma que ele propôs a oferta a Robb e que Robb o vê como um irmão. Balon adverte Theon não nomear Robb irmão em sua presença porque Robb é o filho do homem que matou os verdadeiros irmãos de Theon. Ele pergunta se Theon esqueceu suas origens e Theon insiste que ele se lembra de seus irmãos e do momento em que seu pai era um rei. Balon interpreta a oferta como Robb dando-lhe uma coroa em troca dele derrotar os inimigos dele. Theon sugere que ele pudesse liderar o ataque pessoalmente.

Mais tarde, Theon percebe que Balon pretende ter Yara liderando o ataque e diz que ela não é apropriada como uma mulher. Balon diz a Theon que Yara assumiu o comando do navio. Ele aperta o peito e entoa uma oração ao Deus Afogado "O que está morto não pode morrer." Yara se junta a ele e Theon repete o que eles dizem um pouco mais lento.

Balon queima a carta de Robb e diz que ninguém dá a ele uma coroa. Ele diz que vai pagar o preço do ferro e tomar sua coroa, Balon manda Yara sair e Theon o avisa que ele não pode derrotar os Lannisters sozinho. Balon retruca dizendo que ninguém disse nada sobre a luta contra os Lannister.

Balon entra em seus aposentos para encontrar seus filhos esperando por ele; Yara o cumprimenta respeitosamente. Theon a segue, um pouco mais lento. Balon vai para sua mesa que tem um mapa dos sete reinos e detalha seus planos. Ele vai atacar o Norte. Ele sabe que a área está mal defendida enquanto Robb está lutando na Westerlands. Ele atribui trinta longos navios a Yara para tomar o Bosque Profundo. Theon pede sua parte e Balon diz que ele vai ter um navio para invadir aldeias de pescadores ao longo da Stony Shore. Theon tenta argumentar contra toda a estratégia e Balon o acusa de ter lealdades divididas. Theon afirma que ele está sendo pragmático, evitando a inimizade de seu aliado potencial Robb. Ele lembra que Robb lhes dará Rochedo Casterly em troca de lealdade. Balon acusa Theon de ter se tornado fraco como os Starks. Theon responde lembrando que Balon o deu a Casa Stark depois de sua derrota na Rebelião Greyjoy. Ele irrita Balon com a memória amarga e Balon bate-lhe no rosto, em seguida, começa a tempestade fora da sala.

3ª Temporada

It's a dick in a box

Balon recebe um presente dos Bolton

Balon recebe uma carta e uma caixa de Ramsay, em nome de seu pai, Roose Bolton, o diretor interino do Norte. A carta explica que Ramsay está segurando o filho e herdeiro de Balon, Theon Greyjoy, e que se Balon não retirar suas tropas do norte e devolver todos os territórios ocupados, Ramsay vai continuar a enviar pedaços de Theon. Na caixa é encontrado o pênis decepado de Theon. Embora visivelmente triste com o que aconteceu com seu filho, Balon queima a carta e descarta os termos, dizendo-lhe que Theon desobedeceu ordens e que não poderia continuar a linhagem, o tornando inútil e tão bom como morto. Yara desafia abertamente o pai no entanto e diz a ele que ela vai tomar uma canoa e os guerreiros mais fortes em Pyke para resgatar seu irmão do Bolton.

6ª Temporada

Balon Death

Balon é jogado no mar.

Balon se recusa a ceder e promete enviar mais tropas para tomar as terras do norte e os castelos que perderam e culpa Yara por ter desperdiçado alguns dos seus melhores homens em sua tentativa fracassada de resgatar Theon dos Boltons.

Balon então cruza uma ponte separando duas torres de Pyke em meio a uma tempestade, onde ele é confrontado com seu irmão mais novo, Euron, a quem ele exilou anos atrás e acreditava ter morrido. Após uma breve conversa, durante o qual Euron deixa claro que pretende matar seu irmão, Balon brande uma faca e corta Euron no rosto, mas Euron luta com Balon sobre a ponte e ele cai na morte.


O funeral de Balon é realizado no dia seguinte e seu corpo é deitado no mar. Yara promete vingá-lo.

Nos livros

Nas Crônicas de Gelo e Fogo, Balon Greyjoy teve seus dois filhos mais velhos mortos durante a Rebelião Greyjoy e Theon tomado como refém, deixando-o apenas com sua filha Asha. Em desafio de costume homens de ferro, Balon tem permitido Asha a ser capitão do seu próprio navio, levando alguns a suspeitar que ele estava a preparando como ser seu herdeiro, apesar do mandamento do Deus Afogado que nenhuma mulher deve sentar-se à Presidência da Pedra do Mar - o velho trono dos reis das ilhas.

Balon também tem três irmãos mais novos: Euron "Olho de Corvo", um pirata e conhecido por suas longas viagens para o leste em missões de pilhagem; Victarion, um poderoso guerreiro e comandante da Frota de Ferro; e Aeron "Cabelo-Molhado", um sacerdote do Deus Afogado que veio à fé depois de passar muitos anos como um bêbado.

Balon é o nono membro da família Greyjoy para ser nomeado "Balon", estendendo-se de volta para o lendário fundador da Casa, o Rei Cinzento. Assim, quando Balon é coroado rei, ele é formalmente conhecido como "Rei Balon IX". No entanto, nem todos os Greyjoys anteriores nomeados Balon governaram como rei (alguns podem ter vindo após a conquista Targaryen).

Ele morreu devido a uma feitiçaria de Melisandre ao cair da torre para o mar.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.