FANDOM


Esse artigo trata do texto sagrado em si e de sua composição física. Para informações gerais sobre as crenças professadas pela religião, veja o artigo principal da Fé dos Sete.
The Seven Pointed Star Holy Text

A Estrela de Sete Pontas, texto sagrado da Fé dos Sete.

Alto Pardal: "Eu sirvo aos deuses, os deuses exigem justiça."
Olenna Tyrell: "Como eles comunicam suas demandas por corvo ou cavalo?"
Alto Pardal: "Pelo texto sagrado, a Estrela de Sete Pontas'"
— O Alto Pardal e Lady Olenna Tyrell[1]

A Estrela de Sete Pontas é o texto sagrado da Fé dos Sete. É dividido em seções, baseadas nos diferentes aspectos da Fé.

Seu título é uma referência à estrela de sete pontas usada como símbolo da Fé, que representa sua divindade. Assim como as sete pontas fazem parte da mesma estrela, os Sete não são realmente sete deuses separados, mas uma única divindade que se manifesta à humanidade em sete aspectos ou facetas diferentes.

História

4ª Temporada

A Princesa Shireen Baratheon menciona para a sacerdotisa vermelha Melisandre que já leu A Estrela de Sete Pontas. Melisandre, sendo uma sacerdotisa devota a R'hllor, o Senhor da Luz, zomba o livro ao dizer que ele é repleto de mentiras.[2]

5ª Temporada

Quando Loras e Margaery Tyrell são aprisionados pela Fé Militante, sua avó Olenna vai ao Grande Septo de Baelor para exigir que o assim chamado Alto Pardal (sendo o novo Alto Septão) os libertasse. Ele prontamente lhe diz que serve aos deuses, e os deuses exigem justiça. Olenna sarcasticamente pergunta como os deuses comunicam sua vontade a ele, a cavalo ou via corvo, mas o Alto Pardal simplesmente responde que é através de seu texto sagrado, A Estrela de Sete Pontas, e a lembra dos trechos que proíbem "sodomia e perjúrio".[3]

6ª Temporada

601 Seven Pointed Star book

A página da Estrela de Sete Pontas que a Septã Unella lê para Margaery Tyrell.

Septã Unella continua a atormentar Margaery Tyrell durante seu aprisionamento no Grande Septo ao ler em voz alta passagens de A Estrela de Sete Pontas.[4]

A página que Unella lê em "A Mulher Vermelha" é mostrada visivelmente em cena. Ela possui dois parágrafos, e Unella é mostrada lendo o segundo. O primeiro parágrafo contém:

Não finja saber quem está condenado. O assassino mais horrível pode arrepender-se e buscar a misericórdia da Mãe antes do fim. O septão honesto deve rezar todas as noites e ainda não será o suficiente.

O segundo parágrafo, que Unella lê em voz alta, contém:

Os Sete Infernos se enchem até as bordas com as almas dos santos. Eles gritam em agonia e sua vergonha é tão grande que eles não sentem as chamas, pois percebem que se não fosse por um só pecado encoberto, estariam salvos.

Depois, Margaery menciona uma história do Livro do Estranho enquanto conversa com o Alto Pardal, relatando como uma pessoa se converteu aos Sete depois de passar por um cemitério, além de citar a parte em que ele está localizado.[5]

Nos livros

Referências

  1. Dito ou acontecido em O Presente (episódio)
  2. "O Leão e a Rosa"
  3. "O Presente"
  4. "A Mulher Vermelha"
  5. "Livro do Estranho"

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória